Header Ads

>

Bruninho critica mudanças no vôlei




Levantador Bruninho não gostou das medidas anunciadas
 

Um dos principais nomes da seleção brasileira, Bruninho mostrou que não gostou nada das mudanças que serão implementadas pela Federação Mundial de Vôlei (FIVB) dentro dos próximos três meses. Indignado, o jogador, filho do técnico Bernadinho, fez questão de mandar seu recado: "Na minha opinião, estamos retrocedendo".

A Federação Mundial de Vôlei (FIVB) anunciou nesta segunda-feira as mudanças que foram tomadas durante seu 34º congresso. Entre as principais alterações na praia e na quadra está a proibição de qualquer tipo de toque dos atletas na rede.

Para a presidência, em medida equivalente a do Comitê Olímpico Internacional (COI), o limite máximo será de 12 anos no cargo - sendo um primeiro mandato de oito anos e depois uma possível reeleição de mais quatro.

"Aprovando mandato de 12 anos? Que absurdo! E a volta do toque na rede vai fazer com que o jogo pare ainda mais. Estamos retrocedendo, na minha opinião", escreveu Bruninho em sua conta no Twitter.

Além da proibição do toque na rede pelos atletas, as partidas de competições importantes como o Mundial terão apenas um tempo técnico por set - a medida visa tornar os jogos mais curtos e as transmissões mais dinâmicas.

Acontecerão também substituições na "área livre", que vai dos limites da quadra até as placas de publicidade. A distância mínima nas laterais será de 5m e no fundo de 6,5m. As mudanças entrarão em vigor em três meses.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.