Header Ads

>

Duda e Elize Maia avançam à fase de grupos em Praga





O Brasil terá força máxima no torneio feminino do Open de Praga, na República Tcheca. Duda e Elize Maia (SE/ES) venceram seus jogos pelo torneio pré-classificatório (qualifying) na manhã desta quarta-feira e garantiram presença na fase de grupos da competição. Elas se juntam a Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ), Lili/Carol Horta (ES/CE) e Maria Clara/Carol (RJ), que já estavam garantidas pela pontuação no ranking de entradas.
Duda e Elize Maia (SE/ES) começaram o dia vencendo as tchecas Galova e Nakladalova por 2 sets a 0 (21/17, 21/10), em 32 minutos. Na segunda rodada, valendo a classificação, triunfo sobre as francesas Adelin e Lusson por novo 2 sets a 0 (21/16, 21/15), em 34 minutos de partida.
A dupla ficou no grupo H e enfrentará, a partir desta quinta-feira (21.05), as canadenses Kristina Valjas e Jamie Broder, as polonesas Kinga Kolosinska e Monika Brzostek, e as lituanas Monika Povilaityte e Ieva Dumbauskaite.
Cabeça de chave número dois do torneio, as campeãs do SuperPraia Ágatha e Bárbara Seixas (PR/RJ) estão no grupo B e enfrentam as tchecas Sona Novakova e Lenka Hajeckova, as alemãs Victoria Bieneck e Julia Großner, e as suecas Nina Grawender e Karin Lundqvist.
Já o grupo D terá dois times brasileiros se enfrentando. Além de Maria Clara e Carolina (RJ), cabeça de chave número quatro do torneio, Lili e Carolina Horta (ES/CE) também estão na chave. Elas também terão como adversárias as tchecas Martina Bonnerová e Barbora Hermannová, além das holandesas Rimke Braakman e Jolien Sinnema.
Praga recebe uma etapa do Circuito Mundial pela sexta vez. De 2008 a 2012, a competição era exclusiva para o naipe masculino. Durante esse período, o Brasil ganhou cinco medalhas, sendo duas de ouro, duas de prata e uma de bronze, liderando como maior campeão. Já em 2014, o Open foi disputado apenas no naipe feminino, mas o Brasil não subiu ao pódio.
A corrida olímpica brasileira será definida da seguinte forma: uma dupla masculina e uma dupla feminina conquistarão a classificação pela pontuação obtida em nove eventos previamente definidos. Os times poderão descartar os dois piores resultados.
Em 2015, o calendário do Circuito Mundial prevê cinco Grand Slams, três Major Series, dez Opens, o Campeonato Mundial e o World Tour Finals, que reunirá apenas os oito melhores times da temporada de cada gênero. Cada torneio possui pontuação e premiação distintas, mas serão distribuídos ao todo mais de 9,6 milhões de dólares.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.