Header Ads

>

Brasil vence fácil republica Dominicana






A Seleção Brasileira feminina de vôlei se reabilitou da derrota sofrida diante da Itália no último domingo e venceu, com facilidade, a República Dominicana, nesta manhã de sexta-feira. O duelo, disputado na cidade de Macau, foi válido pela primeira rodada do Grupo E do Grand Prix.

Concentradas, as brasileiras não deram chance para as rivais dominicanas e venceram por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/18 e 25/14. Substituta de Sheilla, que ficou no banco de reservas, Natália foi o grande destaque da equipe brasileira no duelo.

Apesar de ter começada mal o duelo, errando muitos ataques, ela se recuperou a partir da segunda parcial do jogo e virou a principal pontuadora da Seleção Brasileira, ao lado de Thaísa, com 13 bolas no chão. Essa foi a terceira vitória em quatro jogos da equipe no torneio.

O próximo duelo da equipe comandada pelo brasileiro Zé Roberto será neste sábado, às 3h (de Brasília), diante da Holanda. O último duelo brasileiro na chave está marcado para domingo, às 4h30, contra a China.

O jogo:

O jogo começou com a defesa brasileira um pouco hesitante, especialmente nos contra-ataques. Este foi o único motivo pelo qual as campeãs olímpicas não abriram uma vantagem grande logo no início. Com o placar em 8/6, Zé Roberto aproveitou o primeiro tempo técnico para acertar o posicionamento e, a partir daí, a equipe deslanchou.

O saque do Brasil também era muito eficiente, quebrando ainda mais o deficiente passe dominicano. Reflexo disto foi o excesso de falhas das caribenhas no ataque: cinco dos seis pontos cedidos às brasileiras nesta parcial vieram desta forma. Por outro lado, as ponteiras Jaqueline e Mari tinham atuação quase perfeita.

Mesmo quando a recepção não era das melhores, o ataque virava: foi assim no 19º ponto do Brasil, quando Mari não conseguiu dar direção a um forte saque rival, mas Dani Lins foi capaz de mandar uma boa bola para Jaqueline converter. Pouco depois, com um ataque de Mari, o Brasil fez 25/14 e 1 set a 0 no placar.

No segundo set o nível de acerto das brasileiras diminuiu, especialmente na fase final da etapa. Porém, os bons saques de Natália e Jaqueline compensaram esta falha: juntas as duas fizeram seis aces na etapa, além de continuar provocando um desastre na defesa rival.

A oposta também passou a aparecer mais no ataque e, a despeito de alguns erros, foi importante para o Brasil. O bloqueio também teve mais presença e foi justamente desta forma, com Thaísa impedindo um ataque de Nuñez, que o país ampliou a vantagem para 2 sets a 0.

O duelo estava tão tranquilo para o Brasil que Zé Roberto aproveitou para dar ritmo de jogo a Adenízia, que entrou no lugar da capitã Fabiana, e para Sassá, substituta de Mari. A levantadora reserva Fabíola também ganhou sua chance na metade da etapa e, mesmo sem seu ataque mais potente, a seleção não teve maiores problemas para se manter à frente e fechar a partida em uma bola fora das dominicanas. Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.