Header Ads

>

Zé Roberto explica revezamento






Com a vitória por 3 a 0 sobre a China, a Seleção Brasileira feminina de vôlei terminou a segunda semana do Grand Prix liderando a classificação geral, com cinco vitórias e uma derrota, tendo somado 15 pontos. Nesta segunda-feira, o time do técnico José Roberto Guimarães não deu chances para as donas da casa e fechou o jogo com parciais de 25/12, 25/19 e 25/19.

"Fizemos um jogo muito bom a partir de um bom saque. Nosso sistema defensivo também funcionou, o que facilitou os contra-ataques. Além disso, cometemos pouquíssimos erros durante a partida, o que nos ajudou a vencer por 3 a 0", analisou o treinador, que admitiu ter sido beneficiado pela contusão no ombro esquerdo da ponteira Hui R. Q..

"Na minha opinião, Hui é uma das melhores jogadoras da equipe chinesa. Ela recebe, ataca e bloqueia bem. Como está machucada, não jogou. Isso facilitou um pouco o jogo para a nossa equipe", reconheceu.

Falando em ponteiras, Zé Roberto vem promovendo um rodízio entre Mari, Paula e Jaqueline. Contra a China, as duas últimas começaram a partida. De acordo com o técnico, isso serve para deixar as três com ritmo de jogo para a fase final da competição.

"Combinei com elas que mudaria a dupla de ponteiras a cada partida. Quero condicionar todas elas para que cheguem bem à fase final, quando disputaremos cinco jogos em cinco dias. Precisaremos de elenco, de jogadoras que entrem sem deixar o nível cair", explicou.

Agora, a Seleção feminina deixa Macau e se prepara para a terceira semana da competição, que começa no dia 20 de agosto em Taiwan. Ao lado do Brasil no grupo H estão, além das donas da casa, Polônia e Porto Rico.   Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.