Header Ads

>

Ídolos do Vôlei #21 Márcia Fu






http://www.pjf.mg.gov.br/funalfa/mulheres/galeria/marciafu_olavoprazeres.jpg
A atacante de meio e ponta começou sua carreira aos doze anos, em um time de Juiz de Fora. Depois foi para o Minas Tênis Clube, de Belo Horizonte. Veio para São Paulo em 1989, para defender o time da Sadia, conquistando o campeonato brasileiro e sul-americano.

No mesmo ano, foi campeã mundial juvenil, pela seleção brasileira. Passou pelo Pinheiros, Guarujá, Osasco, Guarulhos. Jogou até na Turquia, para onde foi em 99, pouco depois de ter resolvido voltar à seleção. Na época, ela pediu ao técnico Bernardinho uma nova chance, foi aceita no grupo, mas acabou pedindo afastamento para jogar no exterior. Márcia Fu fez parte da primeira geração de jogadoras brasileiras que conquistaram destaque em competições internacionais. De sua geração, fizeram parte também Fernanda Venturini e Ana Moser, que inauguraram uma história de conquistas para a seleção feminina. Nos anos 2000, essa geração foi superada pela equipe campeã olímpica de 2008, cujos destaques foram Paula Pequeno, Mari, Sheilla e Fofão.

http://4.bp.blogspot.com/_8yG7xLlpnz4/TFsBAa-5FgI/AAAAAAAAADI/0mBKLJLR8K8/s1600/marcia-fu-volei-01g.jpg

Márcia Regina Cunha faz parte da história da Seleção desde o bicampeonato mundial juvenil conquistado pelas brasileiras. Desde então, esteve jogando com as principais equipes do país. Participou das campanhas brasileiras nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992 e de Atlanta, em 96, além de brilhar nos Grand Prix.


Dentre suas conquistas, destacam-se:

Bicampeã mundial juvenil
Tricampeã Sulamericana
Terceiro lugar em Olimpíada de Atalanta.
Vice-campeã mundial adulta
Melhor atacante e Melhor bloqueio do Grand Prix 94.

Márcia Fu deixou a seleção brasileira definitivamente em 1996 após a Olimpíada de Atlanta. Hoje é secretária de esportes na cidade de Juiz de Fora em Minas Gerais, onde desenvolve projetos sociais com crianças e ajuda na divulgação do vôlei.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.