Header Ads

>

Minas derrota Cruzeiro, e Vôlei Futuro volta à ponta da Superliga






O Cruzeiro era o líder da Superliga masculina, estava invicto há oito jogos e ganhou os dois primeiros sets na noite desta quarta-feira. Mas, contando com o apoio das mais de três mil pessoas que lotavam a Arena de Belo Horizonte, o Minas não se intimidou. No clássico mineiro, o time buscou a virada na raça e ganhou por 3 sets a 2, parciais de 20/25, 25/27, 25/23, 25/19 e 15/12, pela oitava rodada do returno da competição nacional.

Quem também comemorou o resultado foi o Vôlei Futuro, que volta a liderança depois de uma vitória tranquila diante de sua torcida. Em Araçatuba, o time paulista contou com 11 pontos de Vini para derrotar o Rio de Janeiro por (25/21, 25/20 e 25/18) e chegar a 43 pontos na competição. Com 41 pontos, o Cruzeiro ocupa a segunda posição, e o Minas segue em quinto, com 37 pontos, um a menos que o quarto colocado Florianópolis.

O Minas volta a jogar nesta sexta-feira, às 21h, diante do Sesi, no Ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo. Um dia depois, também às 21h, o Cruzeiro faz confronto direto pela liderança contra o Vôlei Futuro.

vôlei Minas x Cruzeiro (Foto: Alexandre Arruda / CBV)
Festa do lado da quadra do Minas, e Wallace cabisbaixo no Cruzeiro (Foto: Alexandre Arruda / CBV)

Depois de um início complicado, o Cruzeiro conseguiu uma sequência boa para abrir cinco pontos de vantagem (10/5). O Minas respondeu, especialmente quando Lucarelli começou a aparecer bem, e diminuiu a diferença (11/9). A história se repetiu durante o set, com os visitantes abrindo cinco pontos (18/13), e o time da casa encostando novamente (21/19). Mas a equipe cruzeirense conseguiu crescer mais uma vez no momento decisivo e fechou o set depois que Filipe sacou bem e complicou o ataque adversário, que parou no bloqueio (25/20).

O segundo set foi bem mais equilibrado. O Minas foi um pouco melhor durante quase toda parcial, mas a maior diferença que conseguiu foi de dois pontos, 11/9 depois de bloqueio de Henrique. E foi a equipe da casa quem chegou ao set point primeiro. Desperdiçou as chances. O Cruzeiro não. Primeiro, Mauricio atacou bem para virar o placar. Na sequência, Lucarelli atacou para fora: 27/25 e 2 sets a 0.

O Cruzeiro voltou desconcentrado para o terceiro set, e o adversário aproveitou para abrir 5/0. Mas não demorou muito tempo para a parcial ficar equilibrada. Depois de belo saque de Filipe, os visitantes ficaram na frente do placar (10/9). O duelo seguiu páreo a páreo, mas o Minas tomou a vantagem na reta final e chegou ao set point após grande saque de Lucarelli (24/22). Dois lances depois, Bruno Temponi fechou a parcial em 25/23.

O equilíbrio na quarta parcial durou até a metade do set. Depois de dois erros de Mauricio, o Minas abriu dois pontos (14/12). A vantagem chegou a cinco logo em seguida, quando Henrique acertou três aces seguidos. O Cruzeiro mal esboçou reação. No saque para fora de Acácio, 25/19 para os mandantes, e a partida foi para o tie-break.

O Minas largou melhor no set decisivo e, contra um rival apático, parecia que venceria com facilidade. Mas o Cruzeiro voltou a crescer, equilibrou as ações e chegou a virar em um ataque de Filipe (10/9). A vantagem, porém, não durou muito. Novamente na frente, o time da casa abriu chegou ao match point depois de um bloqueio de Orestes e Marcelinho (14/11). Duas jogadas depois, Philip atacou, a bola bateu no bloqueio e caiu na quadra adversária: 15/12 e muita festa do Minas.

Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.