Header Ads

>

Sesi atropela Minas e sobe para quarto lugar na Superliga






A cubana Herrera tentou. Assim como a compatriota Daymi, que também recebeu a ajuda de Mari Paraíba. O dia, no entanto, não era do Minas. Mesmo fora de casa, o Sesi se impôs e não deu chances às donas da casa. Com autoridade, a equipe paulista venceu as rivais por 3 sets a 0, parciais 25/23, 25/22 e 26/24, em Belo Horizonte, pela Superliga feminina.

- Foi um jogo difícil, as cubanas estão vindo por cima. Mas organizamos muito bem nosso time e conseguimos chegar à vitória – disse a líbero Michelle, eleita melhor em quadra.

Sesi comemoração Superliga vôlei (Foto: Alexandre Arruda/CBV)

Com a vitória, o Sesi chega a 32 pontos e ultrapassa o Minas, que tem 30. O resultado leva as paulistas à quarta colocação na tabela. Na próxima rodada, segunda-feira, o Sesi recebe o Mackenzie, na Vila Leopoldina, às 20h. O Minas tenta a recuperação contra o Pinheiros, no mesmo horário, em São Paulo.

O Minas, impulsionado pela torcida, começou melhor e fez 2/0. O Sesi, no entanto, conseguiu equilibrar a partida e chegou a ficar na dianteira do placar, com 7/5, mas o Minas virou antes do primeiro tempo técnico. No retorno, a equipe paulista voltou a crescer, principalmente por conta dos ataques de Soninha e dos bloqueios de Marina. Com autoridade, abriu 16/10.

Herrera, então, cresceu. A cubana passou a virar todas as bolas na quadra e a diferença caiu para apenas um ponto (24/23). Mas o Sesi sube controlar e, com toque sutil de Sassá, fechou em 25/23.

O jogo continuou equilibrado, mas o Minas foi em vantagem para o primeiro tempo técnico: 8/7. O Sesi, na sequência, virou, mas as mineiras, novamente de bloqueio, empataram (9/9). Mas as donas da casa voltaram a errar muito, e as paulistas fizeram 15/11 com tranquilidade. Daymi, Herrera e Mari Paraíba, no entanto, conseguiram, na marra, impedir que as visitantes crescessem a vantagem.

Depois de um ataque para fora de Elisângela, a vantagem do Sesi caiu para apenas um ponto: 21/20. Na sequência, Herrera explorou bem o bloqueio rival e deixou tudo igual. Na jogada seguinte, no entanto, a cubana não conseguiu superar o paredão formado por Marina, e as paulistas voltaram a ficar na frente. Um ace de Soninha e Marina, mais uma vez de bloqueio, deu fim à parcial: 25/22.

O Sesi continuou melhor no terceiro set. Mais uma vez, largou na frente e já tinha 15/12 no placar. Mari Paraíba, no entanto, cresceu pela equipe mineira, que virou para 19/18. As paulistas, no entanto, voltaram a assumir a dianteira e fizeram 24/22. Um ataque de Daymi e uma bola para fora de Soninha deixaram tudo igual: 24 a 24. Mas um bloqueio do Sesi voltou na cabeça de Herrera. Depois de alguma dúvida, a arbitragem confirmou o ponto das visitantes e encerrou a partida: 26/ 24.

Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.