Header Ads

>

Vôlei Futuro bate Montes Claros e vai ao topo da tabela






Com o ginásio fervendo em Araçatuba e um vão entre um time e outro na tabela, não dava mesmo para esperar outro resultado na tarde deste sábado. O Vôlei Futuro até levou um pequeno susto no segundo set, mas se impôs dentro de casa e derrubou o Montes Claros por 3 a 0. As parciais de 25/19, 26/24 e 25/21 fazem o time do interior paulista aproveitar ao menos algumas horas na liderança da Superliga masculina, enquanto o Sesi não entra em quadra para enfrentar o Londrina, às 17h.

Com a vitória, o Vôlei Futuro ultrapassa o Florianópolis e chega ao topo da tabela com 36 pontos (a equipe catarinense já jogou na rodada e venceu o Minas na sexta-feira). Em terceiro lugar vem o Sesi, que pega o Londrina em casa, e em quarto está o Cruzeiro, que enfrenta o Campinas no mesmo horário.

Com o ginásio Plácido Rocha mais uma vez lotado, o time de Araçatuba tinha pela frente um Montes Claros em momento ruim, fora da zona de classificação para os playoffs. O técnico da equipe mineira, Jorge Schimidt, foi para o tudo ou nada apostando no saque – ele deixou o atacante Pereira no banco e lançou Tuba para reforçar as pancadas na hora do serviço. Não adiantou muito.

Tuba até foi o melhor atacante do Montes Claros no primeiro set, mas os donos da casa abriram 14/9, no embalo da torcida. Os visitantes erravam muito, e Piá fechava a porta no bloqueio, levando o placar a 20/13. Com incríveis 15 erros na parcial de abertura, Montes Claros viu o Vôlei Futuro fechar sem sustos em 25/19.

Veio o segundo set, e o time anfitrião foi cozinhando o placar. Abriu 14/10 e parecia tranquilo para abrir 2 a 0, mas foi surpreendido por uma reação dos rivais. Com bloqueios de Rafinha e Salsa, além de um ataque certeiro de Pereira, o Montes Claros virou para 22/21. Pereira teve o saque para fechar, mas desperdiçou mandando para fora. Camejo, então, ergueu a parede na rede e, com um belo bloqueio, fechou para o Vôlei Futuro em 26/24.

O terceiro set começou com os donos da casa abrindo 3/0 e forçando Jorginho Schimidt a parar o jogo. O Montes Claros não desistiu do jogo em nenhum momento e fazia o possível para se manter próximo no placar. Perdendo por 24/18, conseguiu cortar para 24/21. Mas a qualidade do Vôlei Futuro acabou falando mais alto. Dentinho enfim colocou a bola no chão e fechou a conta na tarde de sábado: 25/21. Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.