Header Ads

>

Monte Cristo vence Atibaia e garante acesso para a Superliga






O esporte goiano está em festa. O vôlei goiano teve um dia histórico. O projeto que se iniciou há cinco anos chega, nesta segunda-feira, ao seu auge. Jogando em casa e em um ginásio lotado, o Monte Cristo ganha o título da Superliga B com vitória por 3 sets a 1 (26/24, 25/17, 22/25 e 26/24) em cima do Atibaia, rival que já havia enfrentado, e vencido, quatro vezes na primeira fase. O time comandado pelo técnico Paulo Martins venceu 14 dos 15 jogos que disputou na competição. Festa para os goianos, que poderão ver um representante na elite do vôlei brasileiro na próxima temporada.
Não cabia mais ninguém no ginásio do Sesi Ferreira Pacheco. A torcida goiana abraçou o Monte Cristo e fez pressão no adversário desde o primeiro ponto. Contudo, não tinha como esquecer que era uma final. Não só os donos da casa, como também os visitantes erraram muito no começo do primeiro set, principalmente nos saques. Quem se acertou primeiro logo abriu boa vantagem no placar. E foi o Monte Cristo.
Com bons bloqueios de Lucão, os goianos abriram frente e chegaram ao primeiro tempo técnico com 8/4. No decorrer da primeira parcial, o grande destaque do Monte Cristo foi o ponteiro Danilo, que virou bolas difíceis. O segundo tempo técnico foi alcançado com 16/11 para o time da casa, em mais um erro de saque do Atibaia. Mas foi justamente a partir daí que os paulistas reagiram.
Monte Cristo x Atibaia Superliga B final Goiânia (Foto: Fernando Vasconcelos)
Carlão e Fabinho eram eficientes no ataque, e o Atibaia também contou com a sorte em momentos decisivos. O empate saiu em um ace de Sullivan, que bateu na rede e caiu lentamente na quadra adversária, deixando o set em 23/23. Mas o Monte Cristo soube controlar os ânimos e a pressão por ter permitido a reação ao rival e conseguiu fechar a primeira parcial em 26/24, em bela largada do levantador Fabiano.
Passeio do time da casa no segundo set
O Monte Cristo voltou à quadra no segundo set disposto a não cometer os mesmos erros da primeira etapa. Depois do bom início e da vantagem por 8/4 no placar, o time da casa precisaria evitar a reação do adversário, que já havia ocorrido na partida. Um exemplo da disposição dos goianos foi uma bela defesa do levantador Renatinho, quando a vantagem já era ainda maior. Após a recuperação de bola quase impossível, coube a Danilo cravar a bola no chão a ampliar o placar para 19/12.
Nos últimos pontos, o Atibaia bem que se acertou, sobretudo com Pedrão, que foi bem nos bloqueios. Mas o 'estrago' já estava feito contra os paulistas. Mesmo com quatro pontos seguidos, a equipe comandada por Marcelo Paulinetti, que chegou a ficar dez pontos atrás, perdeu por 25/17 após cortada de Vivalde.
Monte Cristo x Atibaia Superliga B final Goiânia (Foto: Alexandre Arruda/CBV)
Atiabia leva o terceiro set
O terceiro set foi bastante equilibrado. Pela primeira vez na partida o Atibaia ficou à frente no placar e impôs muitas dificuldades ao Monte Cristo. Sullivan e Ricardo aproveitaram a boa atuação da defesa e viraram bolas importantes, que chegaram a deixar os visitantes com vantagem de 14/11. Após o segundo tempo técnico obrigatório, o time da casa reagiu com bloqueios de Lucão. Paulo Martins fez algumas alterações para tentar virar o set.
Lucão continuava se destacando, mas jogadores que saíram do banco, como Renatinho e Hugo também foram importantes. Do outro lado, o Atibaia sempre mantinha vantagem de pelo menos dois pontos, o que deixou o set dramático. Cris e Fabiano voltaram à quadra, e Paulo Martins pediu tempo quando os paulistas tinham vantagem de três pontos. Sullivan continuou bem na parcial e fechou o set em 25/22 com um belo ace.
Drama, vitória e título do Monte Cristo
O quarto set foi dramático. Tentando reagir para fechar a partida e o jogo, o Monte Cristo se mostrou nervoso em quadra e errou muito, principalmente no saque. O Atibaia também encontrou dificuldades no início da parcial e chegou a ficar três pontos atrás no placar. Porém, quando Ricardo foi para o saque a equipe visitante fez quatro pontos seguidos e virou o jogo.
Além de Ricardo, Sullivan, que já havia sido destaque no terceiro set, mostrava grande inspiração. O Atibaia chegou ao segundo tempo técnico vencendo por 16/14. Pedrão teve sorte no saque quando Hugo tentou fazer o golpe de vista, e a bola caiu na quadra no Monte Cristo. Os dois times trocaram pontos até Vivalde empatar a parcial em 20/20 e incendiar o ginásio em Goiânia. O Monte Cristo passou à frente e chegou ao match point após belo saque de Hugo. O último ponto foi um erro de Pedrão, que cortou para fora e deu a vitória ao Monte Cristo em 26/24 e 3 sets a 1.

Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.