Header Ads

>

Sollys/Nestlé vence Vôlei Amil e vai à 12ª final seguida na Superliga Feminina







Pela 12ª vez seguida, o representante da cidade de Osasco disputará a final da Superliga Feminina. Nesta sexta-feira, o Sollys/Nestlé classificou-se para a decisão ao fechar a série melhor de três contra o Vôlei Amil em 2 a 0.

O atual campeão mundial e da liga nacional venceu fora de casa a equipe do técnico José Roberto Guimarães por 3 a 0 (25-19, 25-16 e 25-20), fora de casa, em Campinas.

A primeira final da sequência de 12 finais aconteceu na temporada 2001/2002, quando o time tinha o nome de BCN/Osasco. Desde então, a equipe teve outros dois nomes (Finasa/Osasco, de 2003 a 2009; e Sollys/Nestlé, de 2009 até agora).

No período, a cidade vizinha à São Paulo conquistou o título da Superliga Feminina cinco vezes, e foi vice em outras seis finais.

Em toda a partida, o Sollys/Nestlé manteve o controle do placar, e pouco foi ameaçado. Após o jogo, o técnico do Vôlei Amil, José Roberto Guimarães, pediu mudanças à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) no sistema de ranqueamento das atletas. Para ele, há um desequilíbrio entre o Sollys/Nestlé e as demais equipes da Superliga.

– Esse time (Sollys/Nestlé) é a base da Seleção. A CBV precisa rever a questão da pontuação das jogadoras. Foi feito um ranqueamento para não haver uma Seleção em um clube, e é isso o que está acontecendo em Osasco. Desse jeito a final sempre será entre eles e o time do Rio de Janeiro (Unilever) – falou o treinador da Seleção Brasileira, ao canal SporTV.

A final da Superliga Feminina está marcada para o dia 7 de abril, em São Paulo (SP).


Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.