Publicidade

Header Ads

O treinamento funcional e a importância para o Voleibol

https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEi_iUhA3Xtiyqguxuc3ElLXr6xQbBMWDS8-o0EhnYAAFOisPz9l9BIrz7kiDio_7Nav-DIWaeGXFi-gd9P4LU0lcd2N5WwUkySan2GGF9YRvneOuVvaPHmvc3Qsz7-X9thZocVoUSrsgBOD/s400/02.jpg

O Treinamento Funcional tem como objetivo fazer com que o treinamento se desenvolva buscando a funcionalidade e semelhança de gestos de uma determinada prática esportiva ou de movimentos relacionados as atividades da vida diária (AVDs), entre elas o Voleibol.

O Treinamento Funcional pode ser aplicado visando a melhoria de todas as valências físicas e, dentre elas, estão a velocidade e resistência, essenciais para os corredores. Na realidade são dois tipos de sistemas energéticos trabalhados: anaeróbico e aeróbico. 

No Treinamento Funcional a resistência é amplamente trabalhada quando aplicamos intervalos os quais chamamos de "repouso ativo". São intervamos entre-séries em que a frequência cardíaca, através de exercícios, permanece dentro de uma zona-alvo pré-calculada de acordo com os objetivos do atleta. Nesses exercícios incluem-se deslocamentos, saltos e isometrias. A velocidade pode ser desenvolvida com a aplicação de exercícios específicos para cada gesto motor.  Movimentos do jogo de Voleibol são incluídos nesses exercícios, tanto em membros superiores como inferiores.

Isso tem ocorrido principalmente porque mesmo aqueles atletas com altos níveis de preparação e performance precisam treinar de forma periodizada e sistemática.  Isso faz com que, fisiologicamente, o corpo mantenha-se em condições de absorver novas cargas de treino e adaptações no que diz respeito a manutenção e melhoria do desempenho. É o que chamamos, no Treinamento Desportivo, de Princípio da Continuidade.

O treino, ao simular movimentos do jogo de voleibol, não só evita lesões mas também as trata. Quanto mais fortalecido ou trabalhado um grupo muscular ou articulação menos propenso a lesões ele está. No caso dos atletas é primordial um trabalho não só aeróbico mas também que o corpo seja treinado de forma integral. No voleibol. atividades que simulem os movimentos do jogo, com o peso são aplicados de forma preventiva.

Esse tipo de treinamento não substitui a musculação e sim 'complementa',  dependendo dos objetivos. O Treinamento Funcional é aplicado com melhores resultados em indivíduos que buscam trabalhar o corpo de forma integral com ganhos de condicionamento aeróbico, atletas que buscam resultados em um esporte específico. Pessoas em fase reabilitação e com alguns tipos de assimetrias também podem obter bons resultados com treinos de propriocepção. Outro fator importante a ser ressaltado são os ganhos proporcionados quanto ao equilíbrio e consciência corporal.

Não é a toa que o treinamento funcional já faz parte da preparação física de diversos times de Voleibol, tanto masculino quanto feminino.



Postar um comentário

0 Comentários