Publicidade

Header Ads

RJX deverá "sofrer" no ínicio da Superliga

vôlei bruninho RJX e Sesi  (Foto: Rudy Trindade / Agência Estado)

Para muitos torcedores, a falta de notícia sobre a formação do time do RJX preocupou. O time perdeu perdeu Dante, Théo e Lucão, negociados, mas recebeu os reforços de Leandro Vissotto e Maurício. Manteve alguns campeões e mesmo assim, deve sofrer um pouco com o entrosamento no inicio do campeonato. O capitão e levantador Bruninho fala sobre as modificações: 

- Acho que a gente vai demorar um pouquinho para ter um entrosamento e um padrão de jogo definidos, mesmo porque não tivemos o mesmo tempo de preparação do ano passado. Mas, apesar disso, vamos trabalhar com a mesma filosofia de muita determinação - disse Bruninho.

Para o levantador, o Rio passará a ter um bloqueio mais forte, graças à chegada de Leandro Vissotto, de 2,11m. Em compensação, o jogador lamenta o fato de a equipe ter perdido um dos melhores sacadores do voleibol brasileiro.

- Vamos ganhar um pouco no bloqueio, mas vamos perder um pouco do saque, porque o Lucão é um cara que executava bem esse fundamento - analisou.

O Rio estreia na Superliga no próximo dia 14, um sábado, contra o Maringá, às 21h30m, no Rio de Janeiro - o SporTV transmite ao vivo. O local da partida será o ginásio do Tijuca Tênis Clube, novo parceiro da equipe. Diferentemente da temporada passada, o Maracanãzinho só será utilizado nas partidas de maior apelo.

- Para gente, o Tijuca pode ser melhor, porque, em alguns jogos mais vazios, o Maracanãzinho acabava ficando muito grande. O Tijuca pode ser um caldeirão, um sétimo jogador, com o torcedor mais perto da quadra. Acho que agora vamos ter mais força e energia vindas da arquibancada - finalizou.

Com ajuda do GloboEsporte.com


Postar um comentário

0 Comentários