Header Ads

>

Praia Clube vira em cima do São Caetano em outro jogo de cinco sets






http://3.bp.blogspot.com/-Q_NxFlH_27g/UjfHUCQGtWI/AAAAAAAALuE/pEdq3oS1Or0/s640/Praia01.JPG

Décimo jogo do Praia Clube na Superliga Feminina e metade deles com cinco sets. O preparo físico teve que estar em dia para vencer o São Caetano na noite desta sexta-feira, em Uberlândia. Depois de estar atrás duas vezes no placar, a equipe do Triângulo Mineiro ganhou por 3 sets a 2, com parciais de 16/21, 21/15, 21/23, 21/14 e 15/13. Pela segunda partida seguida, destaque para Herrera, com a maior pontuação. A cubana provocou, pediu apoio da torcida, mas também colocou 20 bolas no chão. O Praia Clube chegou as 17 pontos no campeonato, mesmo número das conversões de Michele - sendo nove de ataque e oito de bloqueio - que levou o troféu Viva Vôlei.

Na próxima rodada, Praia Clube vai ao interior de São Paulo, enfrentar o estreante Araraquara, às 21h30 de quinta-feira, com transmissão do SporTV. Já o São Caetano, na terça-feira, recebe o Rio do Sul, as 20h30m.

O embate
A ponteira Thaisinha do São Caetano começou muito bem o jogo. Até o primeiro pedido de tempo do técnico do Praia Clube, Spencer Lee, ela havia ficado cinco pontos no saque. Depois que voltou do pedido de tempo, a equipe da casa colocou a primeira bola no chão. Porém, a vantagem do adversário ficou nítida no início de jogo. O São Caetano chegou a fazer 9 a 4. O Praia não se encontrava. A eficiência das atacantes Herrera, Michelle e Monique, mais da central Natália, eram sempre bloqueadas pela meio de rede Mara, e a oposta Sabrina. Resultado final, São Caetano fez 1 a 0 com sete pontos de Thaisinha: 21 a 16.

O segundo set começou como o primeiro. Mas desta vez, quem sacou bem para o São Caetano foi atacante Carol. O time do ABC paulista abriu três pontos, e obrigou novamente Spencer Lee a pedir tempo. A estratégia funcionou, as praianas voltaram melhor, e conseguiram a virada. O São Caetano já não tinha tanta eficiência no ataque de Thaisinha e no bloqueio de Mara. Já o Praia, com Herrera e a meio de rede Mayhara, impôs seu ritmo de jogo para seguir à frente no placar. Na reta final do set, Thaisinha cresceu ao voltar a pontuar, entretanto, Monique também fez um bom set e garantiu o empate do Praia Clube no jogo. Destaque também para as comemorações de Herrera, que vibrava enfrentando as bloqueadoras, o que ocasionou a chateação por parte das paulistas e um cartão amarelo para a atacante. O set terminou 21 a 15 para o time mandante.

Nervos à flor da pele. No retorno do set, a capitã do São Caetano, Silvana, foi falar com a arbitragem sobre a comemoração de Herrera, e acabou também sendo advertida com um cartão amarelo. Nos bastidores o clima era tenso, dentro da quadra, um set equilibrado disputado ponto a ponto. Pelo Praia Clube, Mayhara novamente se destacou, e no São Caetano, a central Roberta conseguiu ter um bom aproveitamento no bloqueio e nas bolas rápidas. Os clubes revezavam a dianteira do placar, os treinadores tentavam mudar taticamente suas equipes, 'aumentando a rede', porém, a igualdade permaneceu por um bom tempo e só foi decido depois que o São Caetano abriu dois pontos e fechou em 23 a 21.

No início do set, as equipes se dividiam no placar. Depois, o time do ABC paulista, mais uma vez, com Thaisinha no saque conseguiu abrir dois pontos. O Praia tinha dificuldade na recepção, mas equilibrou o jogo com o saque de Monique e as bolas de meio com Natália. Quem esteve bem também no set, foi a poteira Michelle. A atleta contribuiu com três pontos de ataque e um bloqueio. Resultado: o time uberlandense empatou novamente o duelo fazendo 21 a 14.

Tie-break novamente. Já virou rotina para o Praia Clube disputar cinco sets na Superliga. No lado do São Caetano, este foi o quarto tie-break na competição nacional. Juntos, antes deste jogo, os clubes venceram quatro jogos com cinco sets, dois para cada lado. Thaisinha, do São Caetano, mais uma vez foi decisiva. As atletas de bloquei do Praia não conseguiam marcá-la, e quando ela ia ao saque, ficava muito tempo sem rodar. O jogo estava 12 a 10, quando o técnico do São Caetano, Hairton Cabral, por reclamação, recebeu cartão vermelho. O time visitante desconcentrou, e o Praia Clube conseguiu virar e vencer por 15 a 13.


Tenha as melhores ofertas do Magazine Luiza: clique aqui!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.