Header Ads

>

Sheilla: no coração de fãs italianos e querendo ser campeã mundial






Sheilla  é talentosa, sincera e ambiciosa: "Eu estou  cansada de
ganhar a medalha de prata no Mundial. Ele é o meu quarto mundial e eu quero  ganhar o título. Seria uma final fantástico de um ciclo maravilhoso . Especialmente para mim que terei o último mundial da carreira. Em 2018,  vou estar com 35 anos e nesse meio tempo eu gostaria de começar minha família e ter um bebê. "

Nas edições anteriores desta jogadora incrível, nascida em Belo Horizonte e com mais de 100 aparições, uma das principais jogadoras do Brasil, ganhou duas de prata e uma de bronze. De 2004 a 2008, Sheilla jogou em Pesaro. "É bom que os fãs se lembram de mim. Joguei na Itália há muito tempo, quando conquistei o título italiano, a Supercopa e a Copa CEV. Vou sempre manter as memórias no meu coração. Eu era tão jovem!"

A maneira como Sheilla fala sobre sua experiência na Itália sublinha a sua simpatia, um dos dons preciosos e qualidades desta jogadora maravilhosa de voleibol. Desde 1997, Sheilla é um peça-chave na equipe do Brasil, com uma invejável série de sucessos. As levantadoras mudam, mas a oposto ainda é a  Sheilla. "Eu me divirto com Dani Lins como no passado com as outras levantadoas. Quem me conhece, sabe que faço o meu melhor, a fim de adaptar o mais rápido possível o meu jogo para novas condições. "

"No entanto, eu ainda sinto falta o título de campeão mundial com a minha equipe nacional", Sheilla sempre se repete. Agora é nossa chance de conquistar o ouro. Estamos conscientes de que será mais difícil do que no passado. O Campeonato dura mais tempo, envolvendo um cansaço maior, físico e mental."

Sabendo que os torcedores esperam sempre ma vitória da seleção feminina, de tão vitoriosa que é, Sheilla segue repetindo o mantra, de ser campeã mundial.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.