Header Ads

>

Zé Roberto se preocupa com velocidade e ataque da China




http://s2.glbimg.com/ynIbBxBGGd94rQGNhxqJIzGrAw0=/0x0:2000x1264/690x436/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/06/24/camilabrait_treino_selecaobrasileira_cbv1.jpg

Ainda invicta no Campeonato Mundial feminino de vôlei, a Seleção Brasileira faz sua estreia na terceira fase do campeonato nesta quarta-feira, quando enfrenta a China. O time nacional chega como favorito por sua campanha, mas o técnico José Roberto Guimarães se preocupa com a velocidade e a força no ataque do adversário.

Brasil e China integram o Grupo H da terceira fase do Campeonato Mundial, ao lado da surpresa República Dominicana. No Grupo G estão Itália, Rússia e Estados Unidos. Os dois melhores de cada chave avançam à semifinal.

"A China tem algumas jogadoras com experiência internacional. A Zhu (ponteira), apesar de jovem, é uma das grandes atacantes do mundo e pega a bola muito alta. A Rui é uma jogadora que equilibra o passe e a levantadora já tem alguma experiência. É um time que joga diferente de qualquer outro e tem a Zhu como a atacante mais acionada, fazendo um ótimo Mundial", analisou Zé Roberto.

Brasil e China se enfrentaram pela última vez na recente edição do Grand Prix, em que o time nacional conquistou seu décimo título. Na ocasião, as comandadas de José Roberto Guimarães conseguiram uma vitória por 3 sets a 0.

No Mundial da Itália, o Brasil já fez nove jogos e venceu os nove, melhor campanha do evento. A China tem o mesmo número de partidas e oito resultados positivos. O único revés foi contra a Itália, dona da caas.

"Além disso, é uma equipe que joga com muita velocidade e volume de jogo e vai nos dar trabalho", disse José Roberto Guimarães. A partida entre Brasil e China está marcada para as 12h30 (de Brasília) desta quarta-feira.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.