Header Ads

>

Brasil Kirin vence Minas e segue na cola do líder Cruzeiro




Minas x Brasil Kirin vôlei (Foto: Divulgação / Minas Tênis Clube)

O retrospecto fora de casa era favorável. As duas vitórias longe dos seus domínios fazia o Campinas acreditar que poderia manter a escrita contra o Minas e se aproximar ainda mais do Cruzeiro, na corrida pela ponta da tabela da Superliga. Deu certo. Neste domingo, em Belo Horizonte, a equipe paulista venceu a partida por 3 sets a 0 (25/18, 28/26 e 25/19) e fez a vantagem para o líder invicto da Superliga diminuir de cinco para apenas dois pontos (soma 19 contra 21 do atual campeão). 

Com o resultado, o time paulista assegurou o seu sexto triunfo em sete compromissos. O maior pontuador, no entanto, foi Escobar, cubano do elenco mineiro, com 13 acertos. Um a mais que Wallace. O central Gustavão foi eleito o melhor em quadra, ficando com o troféu VivaVôlei. 

- Temos uma semana para treinar e nos preparar para enfrentar o São José na próxima rodada. Estamos evoluindo jogo a jogo, pensando lá na frente. O crescimento tem que ser a cada semana e estamos crescendo a cada jogo para chegar bem na fase final. É isso que importa - disse Gustavão, responsável por nove pontos (oito de ataque e um de bloqueio).

Os anfitriões começaram a partida cometendo erros em sequência e facilitando a vida do Campinas. Mais equilibrado em quadra, o time visitante aproveitava para construir rapidamente uma vantagem confortável (19/6). O Minas buscava os ajustes, cortava a diferença para 21/15, mas Wallace colocava mais uma bola no chão e fazia 1 a 0 para a equipe paulista: 25/18. 

O Minas subia de produção e passava a dar trabalho para os comandados de Alexandre Stanzioni (9/7). Um saque desperdiçado e lá estava o Campinas de novo no comando do placar (17/15). O bloqueio passava a fazer a diferença, mas os dois ataques seguidos perdidos fizeram o treinador do vice-líder parar o jogo (21/20). O time mineiro pressionava, mostrava eficiência na defesa e chegava ao empate após um ataque de Franco (23/23). Luizinho, pelo meio, recolocou o Campinas na frente. Vini saía do banco para o saque. A bola parava na rede. Tudo igual novamente (24/24). Uma bobeada de Everaldo deu o segundo set point aos rivais. Para alívio do levantador, foi a vez de o líbero Alan falhar (25/25). A terceira chance de fechar a parcial foi criada, mas outra vez o Minas conseguia respirar. Coube a Wallace conter o ímpeto dos donos da casa e fazer 2 a 0: 28/26.

Embalado, o Campinas abria 12/9. Só não esperava que a passagem de Otávio pelo saque fosse causar tanto estrago (14/14). Stanzioni pedia tempo. Na volta, Wallace freava a reação. Ele e seus companheiros cometiam poucas falhas e fugiam no marcador (22/17). E foi exatamente num erro, numa invasão por baixo do Minas, que o Campinas assegurou a vitória: 25/19. 


- Tivemos uma sequência boa de seis jogos e cinco vitórias até este jogo de hoje. Agora, é só pedreira que vamos enfrentar. É focar no trabalho e partir para cima do Sesi-SP (no próximo sábado, na Vila Leopoldina). Apesar de sermos um time novo, estamos trabalhando com bastante consistência, já que sabemos que muitos jogos são decididos no detalhe, principalmente contra os times de maior investimento. Então é trabalhar e bola para frente - afirmou o ponteiro Canuto.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.