Header Ads

>

Dani Lins se diz em casa no Molico Osasco




http://3.bp.blogspot.com/-v2yeAOZCYOI/U-TMIi8e5VI/AAAAAAAAOqE/z06ySKY4m6c/s1600/10574473_767990589931774_7548149876582112208_n.jpg

A levantadora Dani Lins é a principal novidade do Molico/Nestlé para a disputa da temporada 2014/2015. À vontade no elenco do time de Osasco, a jogadora da Seleção Brasileira é classificada como uma "maestrina" pelo experiente treinador Luizomar de Moura.

"É uma jogadora que vive um momento especial. Hoje, comanda com muita personalidade a Seleção Brasileira. A Dani pode ajudar demais o nosso time, mantendo o padrão das principais atletas, que inclusive convivem com ela na Seleção", declarou.

Convocada pelo técnico José Roberto Guimarães para defender a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Dani Lins conseguiu suprir a ausência da respeitada Fofão. No time nacional, ela convive com Camila Brait, Thaísa e Adenízia, companheiras no Osasco.

"Nós já estávamos com entrosamento no passe. Então, isso facilita as coisas", disse a levantadora, que participou da recente conquista do bronze no Mundial pela Seleção. "Com os treinamentos super específicos que estamos fazendo, vamos nos aprimorar ainda mais", completou.

Na tarde desta sexta-feira, ao lado de Thaísa e Camila Brait, Dani Lins desfilou com os novos uniformes do Molico/Nestlé. Desinibida com o modelito diante de fotógrafos e cinegrafistas, a jogadora da Seleção Brasileira se disse à vontade dentro do novo elenco."Estou me sentindo em casa. Nem parece que estava em outro time. Tenho um carinho enorme pelas meninas e fui muito bem recebida. A comissão técnica, conheço desde as Seleções de base. Então, não tive qualquer tipo de contratempo", afirmou a levantadora.

Para ter sucesso nesta temporada, além de Dani Lins, o Osasco aposta na cubana Kenia Carcaces, que disputou os Jogos Olímpicos de Pequim 2008 por sua seleção. Para que a jogadora caribenha renda, o técnico Luizomar de Moura conta com a habilidade da levantadora.

"Trouxemos uma estrangeira com muito potencial de ataque e tenho certeza que a Dani Lins vai saber explorar isso. Ela também pode ajudar no comando das mais jovens, porque já passou por muitos desafios e venceu. É uma peça chave para toda a engrenagem funcionar de forma harmoniosa", elogiou o técnico.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.