Header Ads

>

Minas é atropelado pelo Sesi em SP





Ainda sem poder jogar pelo Minas, sua nova equipe, já que ainda não está nas suas melhores condições físicas, Jaqueline acompanhou da arquibancada a derrota do seu time para o Sesi-SP por 3 sets a 0 (25/19, 25/12 e 25/14), na noite desta sexta-feira, na Vila Pinheiro, em São Paulo. Ao lado do marido Murilo, que joga na equipe masculina do Sesi, a ponteira viu a levantadora Carol Albuquerque brilhar pela equipe rival, chegando a salvar duas bolas com o pé no segundo set, o que rendeu-lhe o troféu MVP da partida. O Minas, da musa Mari Paraíba e da experiente Walewska, conheceu a sua quarta derrota em quatro jogos pela Superliga Feminina 2014/15. Situação oposta vive o Sesi, que chegou à terceira vitória em três partidas na temporada.

- Eles estavam conversando comigo desde antes do Mundial. É um time bem estruturado, que me passou muita confiança. Estou muito feliz. Nossa equipe vem colocando jogadoras ao longo do campeonato, como Walewka e Mari Paraíba, e estamos buscando o melhor entrosamento. Estou aqui para somar e melhorar. Por mais que tenhamos derrotas nesse início, estamos confiantes para o restante da Superliga. Por mim eu jogaria hoje, mas tenho o joelho operado e tenho que fortalecê-lo antes de voltar para o vôlei - afirmou Jaqueline.

võlei Sesi-SP x Camponesa-Minas (Foto: Lucas Dantas / Sesi-SP Divulgação)

O Sesi começou a partida dominando com facilidade. Em apenas 10 minutos, o time paulista já vencia por 6 a 2, o que obrigou o técnico mineiro, Marco Antônio Queiroga, a parar o jogo. Coincidência ou não, o Minas voltou para a quadra mais ligado, e, comandado pela central Walewska, o time de Belo Horizonte fez três pontos seguidos. Foi a senha para o Sesi voltar a se impor e marcar 8 a 5, indo para o primeiro tempo técnico em vantagem.

Mesmo com o rival crescendo na partida, o Sesi conseguiu administrar o placar. Com um bloqueio duplo de Fabiana e Monique em Mari Paraíba, a equipe paulista fez 16 a 11, decretando o segundo tempo técnico. O Minas não se entregou e continuou tentando encostar no placar. Num bloqueio de Walewska em Fabiana, a diferença caiu para um ponto: 18 a 17. Contudo, o Sesi voltou a dominar e venceu o set por 25 a 19, com Pri Daroit fazendo o último ponto.

O Minas saiu na frente no segundo set, fazendo 2 a 1, com pontos de Carol Gattaz e Carla. Com um bloqueio de Fabiana, o Sesi passou à frente do marcador pela primeira vez no período, fazendo 5 a 4 e depois 8 a 5, decretando o primeiro tempo técnico. A partir de então, quem passou a comandar a partida foi a levantadora do Sesi, Carol Albuquerque, decisiva ao salvar duas bolas com o pé. Dominando com facilidade, o time paulista foi para o tempo técnico vencendo por 16 a 7. Confiante, o Sesi não teve dificuldades de fechar o set em 25 a 12. O ponto decisivo foi marcado por Fabiana.

O terceiro set começou disputado ponto a ponto. Com um ataque pelo meio de Pri Daroit, o Sesi fez 7 a 5, conseguindo o primeiro alívio no placar. Na sequência, o time da casa anotou o oitavo e foi para o primeiro tempo técnico com três pontos de frente. Demonstrando pouco entrosamento, o Minas foi facilmente dominado nos pontos seguintes, indo para a segunda parada perdendo por 16 a 11. Com um ataque certeiro de Monique, o Sesi fez 24 a 14 conseguindo primeiro match point do jogo. A vitória veio a seguir com um bloqueio triplo das jogadoras de rede do time paulista: 3 sets a 0, em 1h26m.

escalações

Sesi-SP: Carol Albuquerue, Monique, Suelle, Pri Daroit, Fabiana,Suelen e Bia. Técnico: Talmo de Oliveira.

Minas: Camila, Ju Nogueira, Carla, Mari Paraíba, Walewska, Carol Gattaz, Tika, Jessica, Carol, Gabi. Técnico: Marco Antônio Queiroga.

Na terça-feira, o Minas recebe o atual campeão Rio de Janeiro, na Arena Minas, em Belo Horizonte, em duelo que terá transmissão ao vivo do SporTV a partir das 18h30. O Sesi só volta a jogar na quarta, contra o Araraquara, em Araraquara (SP), às 18h.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.