Header Ads

>

Montes Claros derrota o Voleisul de virada com apoio da torcida





Torcida embala equipe ao som de "O Caldeirão voltou". (Foto: Divulgação/ Montes Claros Vôlei)

O Montes Claros Vôlei conseguiu a sua segunda vitória na Superliga 2014/2015 na noite deste sábado, 8. Diante de sua torcida, no Ginásio Tancredo Neves,  a equipe norte-mineira saiu perdendo e venceu o Vôlei Sul por 3 sets a 1, com as parciais 22 x 25,  25 x 20, 25 x 22 e 25 x 15.

No primeiro set, o Montes Claros iniciou a partida apresentando nervosismo e com erros na recepção. O saque também não encaixava.  O Voleisul abriu 7 x 8 no primeiro tempo técnico e se manteve na frente até a segunda parada técnica, fazendo 14 x 16. A equipe visitante conseguiu ampliar a vantagem no placar para 19 x 22 e fechou o set em 22 x 25, num ataque de Leandrão.

O segundo set começou com um equilíbrio entre as duas equipes. O Montes Claros fez 8 x 7 na primeira parada técnica num ataque de Léo Mello. O Pequi Atômico se manteve sempre com um ponto de vantagem de placar até o segundo técnico, marcando 16 x 15. Na sequência, após erros de ataque do adversário  um ponto de bloqueio, a equipe da casa ampliou a vantagem para 21 x 18. A torcida sentiu o bom momento e passou a incentivar o time norte-mineiro, que, ao final,  fechou a parcial por 25 x 20 num erro de saque do Voleisul.

No terceiro set, o Montes Claros sempre se manteve a frente no placar. Fez 8 x 5 na primeira parada técnica. Quando o time da casa vencia por 13 a 11, Acácio, nervoso por ter errado o saque, chutou uma cadeira. Ele levou cartão vermelho, o que significou um ponto para o adversário e o placar foi mudado para 13 a 11. No segundo tempo técnico, o Montes Claros fez 16 x 13 num ataque de Léo Mello. Com mais um ponto do oposto, o Pequi Atômico fez 25 x 22. No quarto set, a equipe da casa  se manteve a frente do placar o tempo todo.

Apresentando um voleibol de qualidade, com boas defesas e mais eficiência no ataque e nos bloqueios, o Montes Claros conseguiu despertar a sua torcida, que voltou a gritar em coro "o caldeirão voltou", referência à própria força dos torcedores no Ginásio Poliesportivo. Já o Vôlei Sul não se encontrou em quadra, facilitando as coisas para o adversário. O "Pequi Atômico" fez 8 x 4 no primeiro tempo técnico e marcou 16 x 8 na segunda parada técnica. A vantagem folgada foi mantida até o final do set, fechado pelo Montes Claros em 25 x 14, com um ponto de bloqueio de Léo Mello.

O libero Gianzinho, que entrou em quadra com dores lombares, foi eleito o melhor jogador da partida e ganhou o troféu "viva vôlei". O  oposto Léo Mello foi o maior pontuador, com 17 marcações. 

O Montes Claros volta à quadra dia 16 para enfrentar o Taubaté no interior paulista. O Voleisul enfrenta o São José dos Campos no próximo dia 16 em Novo Hamburgo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.