Header Ads

>

Praia Clube alcança sexta vitória seguida na Superliga




A sexta vitória do Praia Clube veio de forma convincente. Para manter a invencibilidade na Superliga Feminina, o time de Uberlândia superou o São Caetano nesta sexta-feira, no Triângulo Mineiro, por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/21 e 25/20. Destaque para expressiva pontuação da central Natasha e pelo conjunto do time mineiro, que usou o repertório com bolas de fundo, jogadas pelas laterais e teve um bloqueio afiado, que anotou 11 pontos. O troféu Viva Vôlei foi para Natasha, que fez 15 pontos.

Praia Clube São Caetano Superliga Feminina Uberlândia (Foto: Praia Clube/Divulgação)

Como esperado, o Praia começou sem a cubana Daymi Ramirez, que se recupera de uma canelite e acompanhou o jogo das arquibancadas. Na vaga dela, o técnico Picinin optou pela experiência de Ju Costa, que entrou como ponteira, com Tandara na função de oposta. Uma formação nova, que no início do jogo não foi sentida. A força ofensiva praiana continuou, mas tinha do outro lado havia uma equipe bem entrosada e que contava com os ataques da meio de rede Mara.

O time da casa só abriu vantagem quando o bloqueio funcionou. A central Dani Suco e a ponteira Joyce foram paradas por Natasha e Sassá. Quando as praianas abriram cinco pontos, ficou nítido que a estratégia de tirar a atacante Thaís de uma situação confortável para atacar havia funcionado. A levantadora Carol trabalhou as jogadas de lado com Sabrina, que conseguiu virar duas bolas em sequência e diminuir a vantagem para quatro pontos. Mas a superioridade do Praia foi clara no set. As mineiras fizeram pontos em todos os fundamentos, a levantadora Karine Guerra utilizou jogadas de fundo, pelo meio e nas pontas. Com oito pontos de Natasha, o Praia venceu por 25 a 14.

O segundo set começou como o São Caetano queria. O time conseguiu explorar as jogadas com Thaís e a central Mara, sem ser incomodado pelo bloqueio de Natasha e Natália. A equipe do ABC abriu quatro pontos e o Praia precisou se reencontrar na partida. Um pedido de tempo fez com que as praianas melhorassem e virassem o placar. Neste segundo set, Ju Costa esteve mais à vontade e foi mais aproveitada por Karine Guerra. Quando o jogo apertava, bola na Tandara, que resolvia. As centrais do São Caetano, Mara e Dani Suco, até se davam bem no ataque, porém, no fundamento bloqueio, sequer amorteciam as investidas do time da casa. Mais uma parcial para o Praia fechada, dessa vez em 25 a 21.

O São Caetano teve que ser mais agressivo para igualar com o Praia. O time do ABC veio de dois sets perdidos e teve que enfrentar a força do ataque do adversário. A melhor forma para isso funcionar foi ter eficiência ao atacar e errar pouco. Desta forma, o São Caetano abriu vantagem de três pontos. Aos poucos, no entanto, o Praia foi se encontrando. Karine Guerra variou menos, mas apostava nas jogadas certas e objetivas. Tandara mais uma vez foi bem acionada, e os ataques foram trabalhados com as centrais Natasha e Natália. O Praia voltou a comandar a partida e na reta final do set abriu cinco pontos. Com a virada, o São Caetano se abateu e não conseguiu evitar a derrota por 3 a 0: 25 a 21.

Com o resultado, o time de Uberlândia chegou a 16 pontos e, invicto, se mantém entre os líderes da Superliga. O São Caetano chega à segunda derrota em cinco jogos e permanece com sete pontos.

Na próxima rodada, o São Caetano joga em casa, na segunda-feira, contra o Osasco, às 20h (de Brasília). No dia seguinte, o Praia atua como visitante, contra o Pinheiros, às 18h45.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.