Header Ads

>

Tijuca é liberado ao público para jogo do Rexona-Ades na Superliga




Depois de viver o fato inédito de jogar em casa sem a presença da torcida, o Rexona-Ades voltará a ter o Ginásio do Tijuca Tênis Clube liberado ao público em seu próximo compromisso pela Superliga Feminina de vôlei, nesta sexta-feira, às 19h (de Brasília), contra a Uniara/Afav, pela sexta rodada.

O juiz Paulo Assed Estefan, da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, autorizou a liberação na noite de quarta, dias após a entrega de todos os laudos de segurança que estavam pendentes. O problema afetou não apenas o time do técnico Bernardinho, mas também o atual bicampeão do NBB, o Flamengo.

Acostumadas a ter os torcedores por perto, as jogadoras do Rexona vibraram com a liberação para a entrada de torcedores no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, anunciada no início da noite de ontem pela Justiça.

– Ficamos muito felizes com a liberação. Os jogos não são a mesma coisa sem nossos torcedores. Eles nos passam uma energia muito boa, nos momentos bons ou nos difíceis, e isso é fundamental para o time. Que sejam todos bem-vindos novamente – afirmou a ponteira Regiane.

Ícone do vôlei brasileiro e do Rexona-AdeS, a líbero Fabi engrossou o discurso da sua companheira. Experiente, ela sabe o quanto é importante atuar no Tijuca, repleto de torcedores.

– Desde que cheguei aqui, há 10 anos, o torcedor sempre teve um papel fundamental. Fico muito feliz de poder jogar diante deles novamente e feliz também por jogar em nossa casa. Além do apoio dos fãs, é importante para o time jogar onde já conhece, onde possui referências. Espero que possamos fazer um bom jogo e conquistar mais uma vitória, presenteando nossos torcedores nesta sexta – finalizou Fabi.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.