Header Ads

>

Voleisul é eficiente no bloqueio e vence Juiz de Fora pela Superliga Masculina




Bergamo, Vôlei de Juiz de Fora (Foto: Bruno Ribeiro)

O Voleisul não tomou conhecimento do Juiz de Fora e somou mais três pontos na Superliga Masculina de Vôlei. Os gaúchos bateram o time da casa  por 3 sets a 0 (25/18, 25/17 e 31/29), explorando bem os erros do adversário, utilizando bem o bloqueio e com um jogo consistente nos três sets. Com a vitória, o Voleisul vai a nove pontos na tabela de classificação e se recupera na competição nacional. O Juiz de Fora permanece com seis.     

O primeiro set foi marcado por reclamações quanto à arbitragem. Durante a primeira parcial, vencida por Juiz de Fora pelo placar de 8 a 7,  o time gaúcho reclamou bastante da marcação de um erro de rodízio do levantador Rafa, que não se conformou. Na sequência, o Voleisul melhorou na partida e um erro da arbitragem irritou muito os jogadores do time mineiro. O central Robinho fez um ponto de saque, mas os atletas do Juiz de Fora chiaram muito, alegando que a bola tinha sido fora. Aproveitando-se de alguns erros dos mineiros, os visitantes viraram o set e fecharam em 25 a 18, em um ataque de Bérgamo para fora.         

O Juiz de Fora voltou vibrante no início do segundo set. Mesmo parando no bom bloqueio adversário, o time mineiro terminou o primeiro tempo técnico na frente, vencendo por 8 a 6. Porém, a equipe, que é uma das piores da Superliga no saque, voltou a errar bastante no fundamento. Bem na defesa e eficiente nas viradas de bola, com Leandrão, o Voleisul virou o marcador, construiu boa vantagem no set e fechou em 25 a 17, em um bloqueio duplo.   

O terceiro set começou parecido com o primeiro. Juiz de Fora tomou a frente do marcador nos primeiros pontos, mas a arbitragem foi o destaque. Em um saque de Japa, a bola foi dentro, mas a marcação, dando ponto para o Juiz de Foram voltou a irritar a equipe de Novo Hamburgo.  

Bem em quadra, o ponta Sérgio Félix, que passou quatro pontos no saque, com dois aces, comandava a equipe, que abriu larga vantagem no set, chegando a fazer 13 a 8. O Voleisul reagiu, diminuiu a vantagem para 16 a 14 no segundo tempo técnico e virou a partida. No final do set, a arbitragem deu cartão vermelho para Chiquita, e o ponto foi para o time de Novo Hamburgo, gerando irritação dos mineiros. A advertência acordou os mandantes, que entraram no jogo novamente, viraram bolas importantes e voltaram à ponta do placar.

Só que os donos da casa tiveram seis set points e não aproveitaram. No único match point que teve, o Voleisul fechou o jogo em 31 a 29.    

Na próxima rodada, o Juiz de Fora vai até Taubaté e encara a equipe local no sábado, às 18h30. Já o Voleisul volta a atuar em casa. O time de Novo Hamburgo recebe o Maringá, quinta-feira, às 21h.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.