Header Ads

>

Banco do Brasil suspende contrato de patrocínio ao vôlei, que durou 23 anos





O Banco do Brasil suspendeu o contrato de patrocínio ao vôlei, que durava 23 anos.
A Controladoria-Geral da União apresentou um relatório sobre a gestão do dinheiro público na Confederação Brasileira de Vôlei. Os auditores encontraram 13 contratos com irregularidades que somam R$ 30 milhões em pagamentos feitos entre 2010 e 2013.
O Banco do Brasil declarou que não compactua com prática ilegal e que a CBV deve dar mais transparência à aplicação dos recursos.
A Confederação Brasileira de Vôlei afirmou que a suspensão foi motivada por denúncias na gestão do ex-presidente Ary Graça Filho. E que a atual gestão já se comprometeu a cumprir todas as medidas sugeridas pela CGU. Segundo a CBV, os campeonatos de vôlei e os trabalhos das seleções para o ano que vem estão garantidos.
O ex-presidente Ary Graça Filho disse que não teve acesso ao relatório da CGU. E reafirmou que a auditoria externa feita pela CBV avaliou todos os contratos e não encontrou irregularidades.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.