Header Ads

>

Murilo ameaça ir ao MP denunciar cartolas da CBV por irregularidades







Murilo é um dos jogadores que mais está se manifestando em relação ao escândalo administrativo que afeta a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). O atleta do Sesi-SP e da Seleção Brasileira não abre mão de punições para os responsáveis pelas irregularidades na entidade denunciadas em auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU). Para isso, Murilo ameaça até ir denunciar os cartolas ao Ministério Público (MP).

— É isso que a gente espera (que o MP entre no caso da CBV). A gente conversa bastante e qual é o trâmite de agora em diante. Não posso eu ir no Ministério Público, mas se precisar eu vou. A gente espera que a CBV denuncie e mostre o relatório da CGU para o Ministério Público ou à Polícia Federal. Eu não sei quem agora vai investigar, mas é isso que a gente quer — disse Murilo em entrevista ao UOL.

O jogador disse que não se sente roubado, mas fica indignado porque acredita que o dinheiro desviado da entidade poderia ser investido para fortalecer os clubes e o voleibol brasileiro.

— São os clubes que pagam os salários da maioria de jogadores, de dirigentes, fisioterapeutas, preparadores físicos. Muita gente que tira o sustento de sua família do voleibol. Esse dinheiro porque não poderia ter sido investido melhor, dar segurança aos clubes de partir o ano com algum dinheiro – afirmou o atleta ao portal, descartando uma paralisação dos jogadores.

— A gente não pensa em paralisação. Acho que prejudicaria muito os clubes e os patrocinadores que na verdade não fazer parte da CBV. A gente espera que a nova gestão corra atrás, cumpra com o que o relatório do CGU falou. Ou seja, procure meios legais para que essas pessoas que fizeram mal ao voleibol sejam punidas e que o dinheiro seja ressarcido – exigiu Murilo.

Temendo que os patrocinadores abandonem o vôlei brasileiro por causa das denúncias, Murilo também falou que é preciso os jogadores aparecerem para dar credibilidade ao esporte e evitar a dimunição dos investimentos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.