Header Ads

>

Lesões no joelho afastam Wallace e Michael do Brasil Kirin na Superliga




Wallace oposto Campinas vôlei (Foto: Divulgação / Brasil Kirin)

O elenco do Campinas sofreu duas baixas consideráveis para a sequência da Superliga masculina de vôlei. Com lesões idênticas no joelho direito, Wallace e Michael já passaram por cirurgia e desfalcam a equipe do técnico Alexandre Stanzioni por pelo menos três meses. Eles são os principais opostos do grupo. Titular da função, Wallace aparece como o sétimo maior pontuador do torneio, enquanto Michael era o reserva imediato e também atuava como central.
A dupla está fora do time desde a penúltima partida de 2014, contra o Voleisul, devido a uma contusão no tendão supra patelar do joelho direito. Após a realização de uma bateria de exames, o corpo médico do Campinas constatou a necessidade de operar. A recuperação será lenta. A comissão técnica não quer criar expectativas sobre o aproveitamento dos dois ainda nesta temporada, mas não descarta utilizá-los na reta final. Para Stanzioni, as perdas de Wallace e Michael são provas de superação.
- O momento é agora de dar força aos atletas lesionados para que eles tenham uma boa recuperação e possam dar continuidade no trabalho assim que forem liberados pelo departamento médico. Nossa ideia é retomar o padrão de jogo para conseguirmos uma boa sequência de resultados - comentou o técnico.
São em momentos difíceis como esse que conseguimos ver a força do grupo
Wallace, oposto do Campinas
 Sem Wallace e Michael, o jovem Baiano assumiu a vaga. Ele conta com a confiança de Wallace e está confiante em dar conta do recado, sem sentir a responsabilidade de substituir dois dos principais nomes do elenco.
- Fiquei surpreso, pois, infelizmente, a notícia não foi boa. Enquanto atletas, estamos sujeitos a esse tipo de situação, expostos a lesões. Acredito que tudo na vida tem um propósito e que isso também irá contribuir para o meu crescimento profissional. O que me deixa mais tranquilo é que o Baiano possui um grande potencial e tenho certeza que o grupo irá ajudá-lo a superar todas as dificuldades. São em momentos difíceis como esse que conseguimos ver a força do grupo - elogiou Wallace.
- A oportunidade é única e muito importante na minha carreira. Infelizmente não veio da melhor forma, pois não só eu, como todos do grupo, sentimos muito a falta do Wallace. Mas também estou confiante, a equipe me dá muita força e agora a expectativa é de buscar um novo modo de jogar para seguirmos bem no campeonato - disse Baiano.
Com 11 vitórias em 15 jogos, Campinas ocupa a terceira colocação e traça como objetivo avançar entre os quatro melhores, para ter vantagem do mando de quadra nas quartas de final. Para manter a boa campanha sem Wallace e Michael, a equipe busca a reabilitação na sexta-feira, contra o São Bernardo, às 19h, fora de casa. Na última rodada, Campinas perdeu por 3 sets a 0 para o Maringá.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.