Header Ads

>

Murilo voltará às quadras nesse inicio de ano




murilo LANÇAMENTO SUPERLIGA DE VÔLEI 2014-2015 (Foto: Marcos Ribolli)

Promessas, desejos e metas marcam a virada de ano. Poucos, porém, conseguem a proeza obtida por Murilo: realizar um grande objetivo já nos primeiros dias deste 2015. Após três meses afastado das quadras para recuperar-se de uma pequena cirurgia no ombro direito, o ponteiro do Sesi-SP e da seleção brasileira está de volta às quadras. Ele foi relacionado pelo técnico Marcos Pacheco para encarar o Taubaté, nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo, pela terceira rodada do returno da Superliga masculina 2014/2015. 

- Eu estou muito feliz, finalmente vou voltar. Vou ficar no banco e se puder ajudar, eu vou entrar. Para fazer um jogo inteiro ainda é difícil, porque é um jogo pesado contra o Taubaté, não é um jogo simples. Vou estrear na Superliga e estou feliz depois de tudo que eu passei. Espero que as coisas comecem a se ajeitar. Não tem mais desculpa - comemorou Murilo, titular da seleção na campanha do vice-campeonato no Mundial da Polônia, em setembro do ano passado.

A raspagem no ombro direito, em outubro, foi a última tentativa do jogador de 33 anos de recuperar totalmente a sua famosa potência no ataque. Nas últimas duas temporadas, o gaúcho conviveu com incômodos problemas no ombro. Ele passou por uma operação, em maio de 2013, e ficou oito meses sem atuar. No entanto, as dores voltaram e Murilo não conseguiu a mesma eficiência no ataque. Apesar disso, o ponteiro demonstrou enorme qualidade no passe e na organização tática. No Sesi-SP, ele ajudou o time a ser vice-campeão da última Superliga. Já com a camisa verde-amarela, ele foi eleito para a seleção do último Mundial.

- Me frustrava muito não conseguir atacar como deveria. Eu sei da minha importância nos outros fundamentos, fora o ataque. Mas eu sinto que estava devendo para o time. Se eu estivesse melhor no ataque, eu não deixaria de fazer as outras coisas e iria ajudar mais no ataque e também no saque. Eu não tenho certeza se vou conseguir voltar aos 100% que eu tinha antes de machucar o ombro. Eu e nem os médicos sabemos responder isso. Mas espero voltar a ter confiança, estourar bloqueio e decidir bola na força, coisas que não consegui nos últimos dois anos. Eu preciso me apresentar melhor para o time e ser o jogador de decisão que as pessoas esperam que eu seja - afirmou Murilo, que comanda o movimento dos jogadores para cobrar providências após a divulgação de que a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) tinha feito usado indevido de dinheiro público proveniente do milionário contrato de patrocínio com o Banco do Brasil.

De volta, Murilo terá a missão de ajudar o Sesi-SP a buscar uma posição melhor na Superliga masculina. Um dos favoritos ao título, o time da capital paulista, que também conta com importantes nomes da seleção brasileira como Lucarelli e Lucão, vive uma temporada irregular e ocupa a quinta colocação na tabela, atrás de Cruzeiro, Taubaté, Campinas e Minas. Técnico do time paulistano, Marcos Pacheco comemorou a volta do capitão.

- Em termos de ataque e ritmo de jogo, o Murilo não está 100% ainda, mas ele é um jogador muito importante, não só tecnicamente. Ele é muito importante na composição do time e ele tem um comando muito bom, além do bloqueio e na recepção. Ele não vai nos direcionar e comandar o ataque. Ele vai fazer os pontos dele, mas vai ser fundamental na defesa, na recepção e na organização dentro de quadra - explicou Pacheco.

 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.