Header Ads

>

Rexona AdeS vence Maranhão e chega à 14ª vitória consecutiva




O Rexona AdeS se recuperou bem da derrota para o Pinheiros nas semifinais da Copa do Brasil. De volta à disputa da Superliga feminina, o time do técnico Bernardinho segue sem dar nenhuma chance para os adversários. E desta vez nem precisou da experiente levantadora Fofão, que ganhou um descanso e foi poupada pela comissão técnica. Nesta sexta-feira, em casa, a vítima foi o Maranhão, penúltimo colocado na tabela de classificação. Líder invicto da competição, o atual bicampeão não teve maiores dificuldades para fazer 3 sets a 0 (parciais de 25/19, 25/17 e 25/17), em 1h23minutos, e chegar à sua 14ª vitória em 14 partidas disputadas.

Rio de Janeiro X Maranhão Superliga de Vôlei (Foto: Glaucon Fernandes / Estadão Conteúdo )
Mais uma vez os destaques do time carioca foram as ponteiras Gabi, maior pontuadora do jogo com 14 pontos, e Natália, que anotou 11. A oposto Bruna, com oito, e a central Juciely, que contribuiu com sete, também tiveram boas atuações. Pelo lado da equipe do Maranhão, Pere, com 10 pontos, e Larissa, com nove pontos, foram as principais jogadoras.
- Começamos o jogo muito devagar e errando demais, principalmente no saque. Com isso, o Maranhão cresceu, criou mais dificuldades, mas já no final do primeiro set havíamos voltado ao nosso ritmo de jogo. Buscamos logo a recuperação e nos outros dois sets comandamos o jogo. Estamos felizes por termos vencido mais uma vez em nossa casa - disse Gabi.  

O JOGO
O primeiro set foi o mais equilibrado. Liderado pela ponteira Gabi, que marcou seis pontos na parcial, e a oposto Bruna, que fez um a menos, o Rio de Janeiro precisou de 27 minutos para despachar o rival e fazer 1 a 0 na partida.
A parcial seguinte durou um minuto a mais, mas curiosamente deu menos trabalho ao time de Bernardinho. O time carioca começou arrasador e rapidamente abriu 5/1. As meninas do Maranhão até encostaram no marcador antes da primeira parada técnica, mas a reação ficou nisso. Com seis  pontos de Natália, o Rio de fez 25/17 em 28 minutos e abriu 2 a 0.
Com o jogo nas mãos, Bernardinho poupou Juciely e começou o set com Mayaha. E a central não desperdiçou a oportunidade. Com quatro pontos, a camisa 2 anotou quatro pontos e foi a maior pontuadora da parcial ao lado da outra central Carol e da oposto Andréia. Nos mesmos 27 minutos do set anterior, o líder da competição repetiu o placar de 25/17 e se manteve como única equipe invicta da Superliga.
Recuperada de uma fascite plantar no pé esquerdo, a oposto Andreia entrou no segundo set e foi a grande novidade do Rio de Janeiro.
- Estou feliz demais com o meu retorno e com o carinho que todos demonstram por mim. Sei que ainda não estou com o ritmo de jogo ideal, mas isso eu vou ter que adquirir na marra. A Superliga já está no meio, mas eu conto com a ajuda de todas as minhas companheiras e com a minha experiência - afirmou Andreia, que marcou cinco pontos na partida, todos de ataque.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.