Header Ads

>

Bernardinho enaltece Gabi: "Uma mistura de Giba com Fofão"




Bernardinho e Gabi - vôlei (Foto: André Durão)
Em um time recheado de estrelas, como as campeãs olímpicas Fofão, Fabi e Natália, além de nomes consagrados do vôlei brasileiro como Juciely e Régis, quem brilhou na conquista do Campeonato Sul-Americano no domingo para o Rio de Janeiro foi Gabi. A opinião é do técnico Bernardinho que, após o título, rasgou elogios à pupila:

- Essa é uma menina que tem ser tratada com muito carinho, muito cuidado. Tem um potencial incrível, é um ser humano excepcional. É uma mistura de Giba e Fofão. Vejo ela com o potencial do Giba e com essa personalidade da Fofão, de sempre se dispor a ajudar - disse Bernardinho, técnico do Rio de Janeiro.

Gabi está no Rio de Janeiro há três anos e, logo em sua primeira temporada, já foi destaque da equipe no título da Superliga. Atualmente, é uma das principais jogadoras do time e da seleção brasileira. Esteve presente nas conquistas do Grand Prix de 2013 e 2014, além de ter feito parte do grupo que foi bronze no Mundial do ano passado. A jogadora se sentiu honrada ao ser comparada com dois ícones do esporte nacional:
Rio de Janeiro campeão sul-americano (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX) 
- Ouvir isso do Bernardinho me deixa arrepiada. Trabalho todos os dias pensando nos Jogos Olímpicos. Ele sabe que eu tenho o sonho de jogar as Olimpíadas, é um cara fantástico. Ele me passa sempre tranquilidade. Acho um exagero me comparar ao Giba, acho que não existe ninguém deste nível, mas fico muito feliz com a comparação - disse a jogadora.

Bernardinho dirigiu a seleção brasileira feminina nas Olimpíadas de 1996 e 2000, conquistando dois bronzes. Desde então, é técnico do time masculino, que subiu ao pódio nos últimos três Jogos Olímpicos. Mesmo fora do comando das mulheres, o treinador quer um final feliz para Gabi:

- Meu sonho é poder ver ela nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, fazendo o último ponto da medalha de ouro do Brasil - profetizou.

Com o título no Sul-Americano de clubes, o Rio de Janeiro se classificou para o Campeonato Mundial, que será realizado em maio, na Suíça. Antes disso, as cariocas jogam ainda o restante da Superliga, em que lideram de forma invicta até o momento.
GE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.