Header Ads

>

Brasília inicia maratona complicada pós-Carnaval





Acabou o descanso. Esse é o lema do Brasília/Vôlei na reta final da primeira fase da Superliga. O Carnaval, inclusive, serviu para as comandadas de Sérgio Negrão treinarem ainda mais pesado.
"Daqui para a frente não temos nem sequer um dia de folga. Só um turno e olhe lá. O Carnaval eu nem vi passar", disse a central Edna, que ainda brincou: "No Unidos do Brasília/Vôlei a rainha da bateria foi a bola".
Sete jogos restam para fechar o ciclo e os próximos dois confrontos serão bem difíceis para o time do DF. Os adversários  ocupam o segundo e primeiro lugar na tabela: Sesi-SP e Rexona/Rio de Janeiro. Os confrontos serão amanhã, às 20h, fora de casa, e terça-feira, no Sesi de Taguatinga, respectivamente.
Além da dificuldade por enfrentar fortes oponentes, o elenco brasiliense não poderá contar com a capitã e ponteiro Paula Pequeno e a central Roberta - principais pontuadoras do time. Roberta lesionou o joelho direito e Paula sente dores no quadril.
O técnico não mostrou nenhum receio. Ele deixou bem claro a sua confiança nos nomes que têm  á disposição e colocou a central Edna e a ponteiro Érika Coimbra no lugar das lesionadas.
"Elas estão num momento muito bom. Elisângela também é outro nome que está em ascensão. Ela chegou ao auge da força", completa Sérgio. Érika  vem de uma lesão no ombro direito e tratou do problema com células tronco.
Sem cair na tabela
O Brasília/Vôlei atualmente ocupa o 7º lugar no campeonato, com um ponto a mais que o 8º colocado, o São Caetano.  Para não amedrontar-se ainda mais, Sérgio baseia-se na lógica para não cair na tabela. "O São Caetano pega em seguida os adversários que a gente joga. Vamos enfrentar o Sesi e o Rexona. Isso me tranquiliza, porque imagino que eles vão perder também."
Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.