Header Ads

>

Pernambucanas em ação pelas sêmis da Superliga Feminina de Vôlei




Jaqueline foi a maior pontuadora do Minas na fase classificatória e teve atuação decisiva  para o time chegar às semifinais da Superliga / Divugação/CBV

Enquanto o vôlei pernambucano amarga um longo período de estagnação, as três últimas atletas reveladas pelo Estado conseguiram ajudar suas equipes a chegarem às semifinais da Superliga 2014/2015, principal competição nacional da modalidade. A partir das 11h30 deste sánado (4), as levantadoras do Molico/Osasco-SP, Dani Lins e Diana Ferreira, entram em quadra na Vila Leopoldina, em São Paulo, para o primeiro jogo da série de melhor de três contra o Sesi-SP. Às 21h30 será a vez de a ponteira Jaqueline Carvalho comandar o Camponesa/Minas-MG, na Arena Minas, ante o Rexona Ades-RJ.

Contratada pelo Molico em agosto do ano passado, Dani Lins é a "alma" do time. Assim como na seleção brasileira, a campeã olímpica costuma fazer a diferença ao levantar bolas precisas e rápidas para as atacantes conquistarem os pontos. Já Diana Ferreira chegou ao clube um pouco antes da conterrânea, em maio de 2014, e é sua reserva imediata. Ela tem feito importantes participações nas inversões do esquema 5x1 (quando a levantadora titular está na rede e é substituída por uma jogadora mais alta, que reforça o bloqueio, e a reserva vai ao saque para ajudar no fundo de quadra). 

O time das levantadoras pernambucanas conquistou a vaga nas semifinais da Superliga depois de vencer o Pinheiros-SP duas vezes nas quartas de final. No primeiro jogo, o Molico aproveitou o fato de estar jogando em casa e aplicou 3 sets a 0 nas adversárias. Como visitante, entretanto, a equipe de Osasco enfrentou dificuldades, mas conseguiu anular a necessidade de uma terceira partida, vencendo por 3 sets a 2.

No Camponesa/Minas, as perspectivas da equipe na Superliga mudaram drasticamente depois da contratação da bicampeã olímpica Jaqueline Carvalho. A jogadora estava há quase dois anos sem atuar por ter um salário fora das possibilidades de boa parte dos clubes nacionais e correspondeu à altura. Depois de ser a maior pontuadora da equipe na fase classificatória, Jaque também foi fundamental para o time chegar às sêmis.

No primeiro jogo das quartas ante o Dentil/Praia Clube (MG), o time da pernambucana venceu as adversárias fora de casa por apertados 3 sets a 2. Jogando em seus domínios, entretanto, amargou a derrota pelo mesmo placar imposto às rivais. A vaga nas sêmis só foi garantida em uma terceira partida, vencida pelo Minas por 3 sets a 0. 

"Vamos enfrentar mais uma pedreira, que é o Rexona-Ades, uma das equipes favoritas e várias vezes campeã. Temos que manter o nosso foco e seguir fazendo o nosso trabalho", afirmou Jaque.

Do JC Online



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.