Header Ads

>

Brasil perde para Itália no tiebreak, mas mantém liderança do grupo A







O vôlei brasileiro venceu sua segunda derrota na Liga Mundial. Após perder para a Sérvia em Novi Sad no último fim de semana, os comandados de Bernardinho foram surpreendidos pela Itália na partida realizada a céu aberto no Foro Itálico, em Roma. Diante de 11 mil torcedores, os italianos venceram por 3 set a 2 (26/24, 21/25, 25/18, 14/25, 16/14), mas não conseguiram tirar a liderança brasileira do grupo A.

As duas seleções mais tradicionais do torneio seguem brigando pela ponta da chave. Por ter chegado ao tiebreak, o Brasil somou um ponto e chegou às 15 unidades, enquanto a Itália conquistou dois pontos e segue em segundo, com 13. As equipes são as maiores campeãs da Liga Mundial: o Brasil busca o 10º troféu, enquanto os italianos querem o nono título para se igualar aos rivais verde-amarelos.  

O próximo confronto entre as seleções será no domingo, às 15h (de Brasília), em Florença, válido pela quarta etapa do torneio.

O jogo – A Seleção entrou em quadra com Wallace, Bruninho, Lucarelli, Murilo, Éder, Lucão e o líbero Serginho. A equipe manteve a vantagem mínima e aproveitou um erro de saque da Itália para chegar ao primeiro tempo técnico à frente no marcador (8/7). Wallace cravou na diagonal e em seguida pela saída, deixando o placar mais elástico (12/9). Um contra-ataque bem colocado de Lucão manteve o Brasil na liderança no segundo tempo técnico (16/13), mas o bloqueio italiano começou a funcionar.

Os donos da casa reagiram e Rubinho pediu tempo (20/19). Zaytsev liderou a virada, mas no ponto seguinte, árbitro marcou condução do defensor italiano e o Brasil voltou a liderar (23/22). Vettori cravou uma bola no chão brasileiro e mandou um belo saque, deixando os italianos a um tento de fechar a parcial. Um erro de Lucão, que mandou a bola na rede, deu a parcial à Itália por 26/24.

Lucarelli e Lucão comandaram a reação verde-amarela no segundo set. Depois de abrir dois pontos de vantagem e estar na frente no primeiro tempo técnico (8/6), o Brasil contou com os bloqueios do central e os ataques inesperados de Lucarelli, que vinha do fundo para cravar a bola no chão italiano, para se manter na liderança (16/12). Com um bloqueio encaixado, Lucarelli mandou uma bola pela entrada e deixou o Brasil perto de vencer o set (23/18). Um erro de saque de Sabbi confirmou o triunfo brasileiro por 25/21.

O terceiro set começou equilibrado, com os italianos mantendo a vantagem mínima (9/8). Um ataque fora voltou a deixar os brasileiros na frente, mas por pouco tempo. Logo os italianos passaram a cravar a bola no chão, e aproveitando os erros adversários, abriram boa distância no placar (16/12). O Brasil sofreu um apagão e os donos da casa não tiveram dificuldade para levar o set por 25/18.

Na volta, o Brasil conseguiu impor seu ritmo para forçar o quinto set. Novamente liderados por Lucarelli e Lucão, os visitantes ficaram na ponta ao longo de toda a parcial (13/09). Depois de um rally disputado, Lucarelli aproveitou o contra-ataque e aproximou o Brasil do tiebreak (19/11). Lipe fez um ace e Wallace anotou o ponto da vitória por 25/14.

Acirrado, o tiebreak foi marcado por um desentendimento dos italianos com o árbitro. O placar marcada 6/5 para os italianos quando Vettori desceu o braço e marcou um ace. No ponto seguinte, o italiano voltou a sacar direto no chão adversário, mas o árbitrou marcou bola fora. O técnico Berruto reclamou e pediu o desafio. O juiz confirmou ponto brasileiro e a torcida reclamou muito no Foro Itálico. O time verde-amarelo conseguiu o empate (10/10).

Um bloqueio e uma cravada Lucão colocaram o Brasil na frente (14/13). Sacando para vencer a partida, o Brasil viu Vettori cravar a bola no chão no contra-ataque, deixando tudo igual. Um erro bobo dos comandados de Bernardinho permitiu um ace dos italianos, que ainda exploraram o bloqueio para fechar o tiebreak por 16/14 e vencer o clássico do vôlei diante de sua torcida

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.