Publicidade

Header Ads

Irã proibe mulheres de assistir jogo contra os EUA

 
Adeta do Irão

As autoridades iranianas proibiram um grupo de mulheres de assistir ao jogo da Liga Mundial de voleibol entre o Irã e os Estados Unidos;

Um número limitado de mulheres – cerca de 200 - tinha sido inicialmente autorizado a assistir aos jogos, mediante uma autorização dada à Federação de Voleibol e após um criterioso processo de seleção que contemplou sobretudo familiares dos jogadores, responsáveis executivos e alguns apoiantes.

De acordo com um responsável da federação, citado pela agência AFP, os serviços de segurança do estádio impediram a entrada das mulheres, alegando que as acreditações não foram validadas pelos serviços de segurança do recinto.

A presença de mulheres em desportos masculinos é uma questão muito sensível na sociedade iraniana e que tem motivado várias discussões entre conservadores e reformadores.

O acesso a estádios está interdito a mulheres desde a revolução islâmica em 1979, oficialmente para as proteger dos adeptos masculinos, mas o presidente Hassan Rohani pretende atenuar a restrição em modalidades como o voleibol ou o basquetebol.

Em novembro, a federação internacional de voleibol (FIVB) ameaçou excluir o Irão da organização de provas internacionais da modalidade enquanto as mulheres forem impedidas de assistir aos jogos.

O anúncio surgiu na sequência da detenção de uma cidadão de dupla nacionalidade iraniana e britânica, por tentar no ano passado ter acesso a um jogo de voleibol.

Postar um comentário

0 Comentários