Header Ads

>

Argentina vence Brasil em amistoso de vôlei pré-Jogos Pan-Americanos




Brasil x Argentina - vôlei - Natal (Foto: Fabiano de Oliveira)
No primeiro teste antes da disputa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, a seleção brasileira masculina de vôlei oscilou e foi superada pela Argentina por 3 sets a 2. Nem a ausência dos astros brasileiros, concentrados na fase final da Liga Mundial, desanimou os mais de 7 mil torcedores que lotaram o ginásio Nélio Dias, em Natal, na noite deste sábado. As duas equipes voltam a se enfrentar nesta segunda-feira, em Fortaleza, e no próximo sábado, em João Pessoa.
O time brasileiro tem muitas caras novas como o levantador Thiaguinho e o líbero Tiago Brendle. Os mais experientes são os "Maurícios" Souza e Borges. E esta é a equipe que vai representar o Brasil no Canadá, em busca do tricampeonato consecutivo - venceu no Rio de Janeiro, em 2007, e em Guadalajara, em 2011 -, já que as principais estrelas do país estarão na disputa da fase final da Liga Mundial, no Rio de Janeiro, de 15 a 19 de julho. Os argentinos também atuaram com um time B, que deverá receber reforços antes do embarque para Toronto.
Na capital potiguar, o Brasil foi comandado por Maurício Mota. No Pan, o treinador será Rubinho, que é auxiliar de Bernardinho na equipe principal. Rubinho só assume a direção da seleção na terceira rodada, justamente contra a Argentina. Colômbia e Cuba fecham o Grupo B no Canadá.
- Eu achei positivo. Apesar do resultado não ter sido o que nós desejávamos, foi um teste bem válido para a equipe. Pudemos comprovar a falta de ritmo de jogo da equipe, mas os jogadores fizeram uma boa partida na parte defensiva, suportaram bem os saques. Vamos trabalhar agora a progressão da equipe para chegar na melhor forma nos Jogos Pan-Americanos - declarou Rubinho, que acompanhou o jogo em Natal
A seleção brasileira impôs um bom ritmo de jogo no primeiro set e, com dois aces de Otávio, abriu vantagem contra os arquirrivais. A maior diferença (11 a 5) foi estabelecida em saque de Maurício Borges, um dos mais experientes do grupo. O ponteiro foi o destaque na vitória por 25 a 21. Por outro lado, nada deu certo para o Brasil no início do segundo set. Na primeira parcial, a Argentina abriu 8 a 2. A vantagem chegou a ser de sete pontos (18 a 11). Os brasileiros reagiram com a sequência de dois bloqueios de Maurício Souza, deixando a partida mais equilibrada (12 a 9). A reação foi empurrada pela torcida natalense, e os hermanos sentiram a pressão. Apesar do equilíbrio restabelecido, a sorte pesou para o lado argentino, que venceu o set por 26 a 24, em saque que tocou na rede e matou a defesa brasileira.
No terceiro set, Palacios fez a diferença no bloqueio para a Argentina, que foi soberana a partir do primeiro tempo técnico. A seleção brasileira parecia apática. Os hermanos se mantiveram à frente no placar, cresceram no momento certo e fecharam a parcial com tranquilidade: 25 a 18. O técnico Maurício Mota promoveu a entrada de Kadu no quarto set e deu uma sacudida na seleção brasileira. A Argentina, porém, mostrou frieza para se manter em vantagem, com destaque para Gonzalez e Guzman. No fim, o Brasil encaixou uma boa sequência de saques com João Rafael e contou com o bom aproveitamento de Douglas para vencer por 25 a 23. No tie-break, a disputa foi ponto a ponto e levantou a torcida no Nélio Dias. Mas a força das arquibancadas não foi suficiente. Os argentinos souberam administrar o resultado e vibraram muito com a vitória por 15 a 13.

(Foto: Fabiano de Oliveira)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.