Publicidade

Header Ads

Seleção feminina de vôlei chega à Italia e já treina para o Grand Prix

Seleção feminina de vôlei já treina na Itália para o Grand Prix


A seleção brasileira feminina de vôlei já está hospedada em Catânia, na Itália, para disputar a terceira etapa do Grand Prix de vôlei. Após manter sua invencibilidade e garantir aclassificação para a fase final da competição no último final de semana, o time verde e amarelo embarcou para a cidade italiana, onde formará a partir da próxima quinta-feira o Grupo G, ao lado de Rússia, Itália e Bélgica.

Na manhã desta terça-feira, as atuais bicampeãs olímpicas realizaram o primeiro treino em solo italiano, no ginásio Pala Catania.Em seguida, o elenco brasileiro encarou um trabalho de musculação e voltou à quadra para mais uma sessão de treinamento.

O primeiro desafio da seleção será contra a Rússia, nesta quinta-feira, às 12h10 (de Brasília). Por conta de os Jogos Pan-Americanos de Toronto serem disputados paralelamente ao Grand Prix, o grupo foi dividido em dois pelo técnico José Roberto Guimarães, que viajou para o Canadá.

Na Itália, as levantadoras Dani Lins e Roberta, as opostos Monique e Ivna, as centrais Juciely, Carol, Mara e Mayhara, as ponteiras Natália, Gabi, Suelle e Ellen e as líberos Sassá e Léia defenderão o País.O grupo será comandado pelo treinador Paulo Coco.

"Com a separação dos dois grupos, essa etapa será a oportunidade de algumas atletas jogarem mais e mostrarem serviço. A equipe está muito empolgada, e a expectativa é a melhor possível. Teremos adversários difíceis e estamos bem preparadas. O treino de hoje (terça-feira) foi mais uma adaptação ao fuso e aproveitamos para fazer um reconhecimento do ginásio", explicou Natália.

Do time que começou as três partidas em São Paulo, a líbero Camila Brait, a ponteira Fernanda Garay e a oposto Joycinha brigarão pelo ouro em Toronto e não vestirão a camisa verde e amarela mais pelo Grand Prix. Já a levantadora Dani Lins, a ponteira Gabi e as centrais Juciely e Carol permanecem no grupo da competição mundial.

"Para essa etapa, mantivemos a base da equipe e mudamos algumas peças importantes como a líbero, uma ponteira e a oposto. Essa terceira semana será importante para darmos ritmo de jogo para as outras jogadoras que vão entrar e nos prepararmos para a fase final. Vamos enfrentar equipes tradicionais que, possivelmente, também serão nossas adversárias na fase final", analisou Paulo Coco.

O Brasil lidera o grupo de elite do Grand Prix, com 18 pontos conquistados em seis vitórias. As chinesas aparecem em segundo lugar, com a mesma pontuação do time verde e amarelo, mas com um saldo de sets inferior. Atuais campeãs mundiais, as norte-americanas estão em terceiro, com 17 pontos, e a Itália em quarto, com 11.

A fase final do Grand Prix será disputada em Omaha, nos Estados Unidos, entre as seis melhores equipes na classificação geral, de 22 ao 26 de julho.

Postar um comentário

0 Comentários