Header Ads

>

Serginho: "Essa vitória foi do fundo da alma"




Serginho e Evandro se abraçam no jogo contra os Estados Unidos (Foto: Divulgação/FIVB)
Bernardinho pediu tempo, e Serginho logo tomou a palavra. O líbero deu a bronca, pediu para o ataque brasileiro virar a bola. As palavras ríspidas do jogador de 39 anos ajudaram a inflamar o time do Brasil, que conseguiu a virada em um complicado terceiro set e depois a vitória por 3 a 1 diante dos Estados Unidos - parciais de 28/26, 22/25, 25/22 e 27/25. Após uma derrota contra a França, o Brasil superou a pressão e se manteve vivo na fase final da Liga Mundial, disputada no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Um triunfo que Serginho atribuiu à dedicação da equipe.
- Essa vitória foi do fundo da alma. Já havíamos discutido no hotel que íamos brigar se alguém esmorecesse dentro da partida, tanto é que a gente brigou em quadra, lutamos até o fim. O terceiro set foi vencido na dedicação, na alma mesmo. Sempre quero que seja um pouquinho mais fácil, mas tudo é muito difícil - disse Serginho.
Por causa da derrota por 3 sets a 1 contra a França, o Brasil entrou em quadra precisando de uma vitória de três pontos (por 3 sets a 0 ou 3 a 1). Uma situação semelhante ao do Mundial de 2014, quando o time de Bernardinho perdeu para a Polônia no primeiro jogo da terceira fase, mas se recuperou com um 3 a 0 sobre a Rússia. Desta vez, porém, pesou também a pressão de ser anfitrião do evento-teste para as Olimpíadas de 2016.
- Foi positiva (a pressão), porque tínhamos que fazer os três pontos. Tivemos algumas oportunidades de crescer no terceiro set contra a França e fazer um 3 a 1, mas não aproveitamos. Essa equipe está acostumada a jogar sob pressão. Agora é descansar, porque esse jogo foi tirado do fundo da alma - disse Serginho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.