Header Ads

>

Sérvia vence os EUA e avança à final da Liga Mundial




vôlei Sérvia x EUA Liga Mundial (Foto: Divulgação / FIVB)

Aleksandar Atanasijevic tentava reger, ainda com alguma timidez, aquela torcida como se fosse a dele. Sentiu-se à vontade para isso ao ouvir os gritos de "Sérvia, Sérvia". A arquibancada, ainda sob efeito da eliminação do Brasil no dia anterior, adotou o time comandado por Nikola Grbic e reservou suas vaias aos Estados Unidos. Lá dentro, os sérvios faziam 2 a 0 e pareciam caminhar para uma classificação tranquila. Mas os atuais campeões da Liga Mundial não se deixaram abater pela pressão que vinha de todos os lados. Levaram a partida para o tie-break e chegaram a ter três pontos de frente. Os erros nos momentos decisivos custaram caro e deram a chance que os rivais precisavam. E não a desperdiçaram. Neste sábado, no Maracanãzinho, venceram a semifinal por 3 sets a 2 (25/23, 25/21, 25/27, 20/25 e 15/12) e saíram aplaudidos e agradecidos.  
A última vez que o time sérvio chegou à decisão da competição foi na edição de 2010 quando ganhou o bronze.  A disputa do ouro será neste domingo, às 11h30.  O adversário sairá do confronto entre França e Polônia, atual campeã do mundo.
A façanha marca os primeiros meses de trabalho de Grbic no comando do elenco. A carreira de jogador chegou ao fim no ano passado, aos 41 anos. Quando pensava que fosse passar um período descansando com a família, o ex-levantador recebeu um convite por telefone cinco dias depois. Não pensou duas vezes e aceitou o desafio de ser técnico do Perugia. Em fevereiro, foi o escolhido para voltar a vestir a camisa sérvia, agora como comandante. Queria retribuir a confiança depositada nele, considerado um dos heróis do vôlei de seu país, e reconduzir o time a um lugar no pódio. Conseguiu.
-  A partida estava muito equilibrada e o que fez a diferença foi o apoio da torcida. Isso mudou o nosso jogo - disse Nikola Kovacevic, responsável por 18 pontos, assim como o irmão, Uros (quatro atrás de Atanasijevic, o maior pontuador do confronto).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.