Header Ads

>

Campeã Olimpica se aposenta das quadras





Campeã olímpica com a Seleção Brasileira feminina de vôlei nos Jogos Olímpicos de Londres (ING), em 2012, Fernandinha anunciou nesta terça-feira sua aposentadoria das quadras. A levantadora, de 35 anos, disse que a decisão foi tomada por causa das condições ruins de treinos enfrentadas no último clube que defendeu, o Nantes, da França.
Fernandinha 
"Quadra de cimento com uma borrachinha por cima, fisioterapeuta duas vezes na semana, mas sem nenhum aparelho, nem acupuntura ou algo assim. Eles não alongam, nem aquecem pra treinar. Bom, eu tenho 35 anos, estou muito bem fisicamente, mas uma quadra de cimento e sem fisioterapeuta praticamente reduzia muito as chances de eu jogar a temporada inteira e estar bem. Conversamos muito eu e os dirigentes e a presidente, que sabem que precisam melhorar, mas não tinham budget pra essa temporada (que aliás são pessoas sensacionais e extremamente humanas). Eles me entenderam e deram a recisão sem problemas", escreveu a ex-jogadora.
Fernandinha foi uma das surpresas da convocação do Brasil na Olimpíada de Londres. Embora Fabíola fosse a mais cotada para assumir o posto de reserva de Dani Lins na época, o técnico José Roberto Guimarães preferiu a atleta mais experiente, porém com menos bagagem no time verde e amarelo. Na época, a escolhida admitiu que não esperava o chamado.
No decorrer da carreira, a carioca defendeu equipes tradicionais do vôlei brasileiro, como Osasco, Pinheiros, Brasília e o extinto Vôlei Amil, comandado por Zé Roberto. A última experiência, no entanto, não deixou boas lembranças. No meio da Superliga 2012/2013, ela acabou dispensada do Barueri pelo então técnico Maurício Thomas. A justificativa é de ela que teria pedido a cabeça do comandante, mas a atleta negou a versão na época.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.