Header Ads

>

No tie-break, Rio do Sul vence São Cristóvão Saúde/São Caetano




  Helô no ataque contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano   
O Rio do Sul/Equibrasil (SC) segue invicto em casa na Superliga feminina de vôlei 15/16. Nesta segunda-feira, o time catarinense chegou a quinta vitória nos seus domínios ao superar o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) por 3 sets a 2 (21/25, 25/23, 25/19, 17/25 e 15/11), em 2h36 de jogo, no ginásio Artenir Werner, em Rio do Sul (SC). A partida marcou a abertura da oitava rodada do turno da competição.
O resultado colocou o Rio do Sul/Equibrasil na quarta colocação na classificação geral, com 16 pontos (seis vitórias e duas derrotas). Já o São Cristóvão Saúde/São Caetano aparece na nona colocação, com 10 pontos (três resultados positivos e cinco negativos). O Rexona-AdeS está na liderança, com 18 pontos (seis vitórias e um resultado negativo).
A oposta Helô, do Rio do Sul/Equibrasil foi o destaque da partida e ficou com o Troféu VivaVôlei. Ao final do duelo, a atacante comentou sobre a atuação do time catarinense no confronto desta segunda-feira.
"Esse foi um dos nossos jogos mais difíceis na Superliga. Também tivemos uma partida emocionante contra o Sesi-SP quando conseguimos uma grande virada. Hoje foi especial porque conseguimos imprimir o nosso ritmo no final para garantir esse resultado", disse Helô.
O Rio do Sul/Equibrasil voltará à quadra no próximo sábado (12.12). O time catarinense jogará com o Terracap/Brasília Vôlei, às 18h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF). Já o São Cristóvão Saúde/São Caetano enfrentará o Renata Valinhos/Country (SP), às 20h, no Lauro Gomes, em São Caetano (SP).
O JOGO
O primeiro set começou equilibrado. Bem no ataque e no saque, o Rio do Sul/Equibrasil foi para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (8/6). Com um ponto de bloqueio da central Larissa, o São Cristóvão Saúde/São Caetano encostou (15/14). A levantadora Thaynã conseguiu dois bons saques e o time visitante virou o marcador (18/16). O São Cristóvão Saúde/São Caetano segurou a vantagem até o final da parcial e venceu o primeiro set por 25/21.
O Rio do Sul/Equibrasil voltou melhor para o segundo set e fez 5/1. Com uma boa sequência de saques da central Andressa, as visitantes encostaram (9/7). Na sequência, o treinador Spencer Lee pediu tempo. E foi com um ace da levantadora Ana Maria que a equipe do ABC Paulista empatou (10/10). O volume de jogo do São Cristóvão Saúde/São Caetano funcionava e o time comandado pelo treinador Haírton Cabral abriu dois pontos (16/14). O Rio do Sul/Equibrasil cresceu de produção na final da parcial virou o marcador e venceu o segundo set por 25/23.
O Rio do Sul/Equibrasil começou melhor no início do terceiro set e fez 4/2. Se aproveitando dos erros do time do ABC Paulista, as catarinenses abriram seis pontos (10/4). A central Mimi Sosa conseguiu um ponto de um ataque rápido pelo meio e as donas da casa fizeram 12/8. Bem no saque, o Rio do Sul/Equibrasil foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/9. As visitantes fizeram três pontos seguidos (16/12) e o treinador Spencer Lee pediu tempo. A paralisação fez bem ao time da casa, que liderado pela oposta Helô venceu a terceira parcial por 25/19.
O São Cristóvão Saúde/São Caetano veio para o quarto set disposto a levar o jogo para o tie-break e fez 8/3. Se aproveitando dos erros das donas da casa, o time visitante fez 11/6. O Rio do Sul/Equibrasil equilibrou as ações do set e bem na defesa encostou (14/13). Com um ace da central Andressa, a equipe do ABC Paulista voltou a abrir (16/14). As visitantes dominaram a parte final da parcial e venceram o quarto set por 25/17.
O São Cristóvão Saúde/São Caetano começou melhor o tie-break e fez 3/0. Com dois pontos seguidos da central Mimi Sosa, o Rio do Sul/Equibrasil empatou (4/4). As donas da casa foram melhores na parte final da quinta parcial e venceram o set por 15/11 e o jogo por 3 sets a 2

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.