Header Ads

>

Brasília vence o Flamengo pela Superliga B




Em mais um dia em que as chuvas e os ventos castigaram a capital federal, Brasília e Flamengo fizeram um bom jogo pela segunda rodada da Superliga B. Em um duelo recheado de alternativas, mas o com o Brasília dominante no terceiro set, os donos da casa venceram por 3 sets a 0, com parciais de 26/24, 25/22 e 25/17. Na segunda parcial, o Brasília chegou a estar perdendo por 20/12, mas conseguiu uma reação improvável para fechar o set com vitória por 25/22 e pavimentar o caminho do segundo triunfo consecutivo na competição.

Brasília x Flamengo, Superliga B, 2016 (Foto: Andressa Ribeiro/UPIS)
Para o técnico Flávio Thiessen, a reação no segundo set foi fundamental para que seus comandados saíssem de quadra com a vitória:
- Foi um jogo em que conseguimos nos manter no jogo mesmo com as adversidades. Acho que o segundo set foi ainda pior, é muito difícil que um time consiga tirar a desvantagem que a gente tinha (oito pontos), ainda mais com o adversário já com 20 pontos. Essa reação foi determinante para a nossa vitória.
O Flamengo começou a partida imprimindo um ritmo forte, com respostas a praticamente todas as investidas ofensivas do Brasília. Com bons "rallies", eram os visitantes que comandavam o placar, seguidos de perto pelos donos da casa, que conseguiam manter a diferença próxima, sempre na casa dos dois pontos até o primeiro tempo técnico. A parada fez bem ao Flamengo, que conseguiu desgarrar no marcador. A vantagem chegou a ser de cinco pontos (15/10). A tranquilidade dos visitantes, entretanto, durou pouco. Logo depois do segundo tempo técnico, o Brasília cresceu de produção e chegou a anotar quatro pontos seguidos e ameaçou a liderança rubro-negra (15/16). Os erros, porém, impediam os brasilienses de tomar a dianteira, dando pontos de graça aos cariocas. A primeira vez à frente no placar veio nos momentos decisivos, quando o Brasília anotou 21/20. Daí em diante, as equipes passaram a trocar pontos, mas os donos da casa conseguiram manter a tranquilidade para fechar a parcial em 26/24.
A exemplo do primeiro set, o Flamengo começou a segunda parcial em um ritmo arrasador. Empurrado por sua barulhenta torcida, o time carioca não teve maiores trabalhos para abrir seis pontos de vantagem (9/3). Apesar das trocas promovidas pelo técnico Flávio Thiessen, o Brasília parecia não ter antídoto para o ímpeto rubro-negro. Preciso no ataque e firme na defesa, o Flamengo chegou a ter 20/12 a favor, quando, mais uma vez, viu o poder de reação do Brasília. O time da capital federal fez sete pontos seguidos e pulverizou a desvantagem. Foi a chave para que os jogadores do Flamengo perdessem a cabeça. Nervoso, o levantador Gabriel reclamou muito com a arbitragem em dois momentos, inclusive no último ponto, quando levou um cartão vermelho, suficiente para que o Brasília fechasse o set em 25/22, abrindo 2 sets a 0 na partida. Tão logo os donos da casa selaram o destino da segunda parcial, uma bomba estourou em um dos setores exclusivos a uma das torcidas organizadas do Flamengo, o que parou a partida por alguns minutos.
A parada forçada não incomodou o Brasília. Com a vantagem, os donos da casa voltaram à quadra determinados a fechar a partida. A equipe conseguiu se manter à frente durante todo o set, o que não ocorreu durante o restante do encontro. Os donos da casa chegaram a abrir oito pontos de vantagem, quando o placar apontava 16/8. A partir do segundo tempo técnico, o Flamengo ensaiou uma reação, mas o Brasília, inspirado, brecou o ímpeto dos rubro-negros e fechou o set em 25/17 e a partida em três sets a zero, conquistando a segunda vitória na Superliga B. O Flamengo, que vinha de vitória dia do Botafogo, conheceu a primeira derrota na competição.
O próximo compromisso do Brasília é fora de casa, diante do Goiânia, no próximo sábado, às 17h. O Flamengo recebe o Cruzeiro, na próxima quarta-feira, às 17h.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.