Header Ads

>

Praia Clube vence Minas e disputa final da Copa Brasil




Praia Clube Pinheiros Superliga Feminina (Foto: Praia Clube/Divulgação)

Definitivamente, enfrentar o Praia Clube na temporada 2015/16 tem sido um pesadelo para o Minas. Seja no Campeonato Mineiro, Superliga e agora pela Copa Brasil, o time de Uberlândia não tem perdão nos clássicos. Na noite desta sexta-feira, na quinta partida entre as duas equipes na temporada, mais uma vitória do Praia Clube. Mais um 3 sets a 0, parciais de 26/24, 25/22 e 25/18, desta vez no ginásio do Taquaral, em Campinas. De novo mesmo em mais um capítulo do clássico estadual, só a presença do Praia Clube - e de um time mineiro - na final da Copa Brasil. A equipe de Uberlândia disputa o título da competição pela primeira vez.
Com a presença de dois campeões olímpicos, o técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães e do levantador Maurício, o Praia Clube confirmou a boa fase que vem se sustentando desde o título mineiro, até a Superliga e, agora, garantiu o time na final da Copa Brasil de Vôlei, marcada para este sábado, às 21h, com transmissão do SporTV. O clube de Uberlândia espera agora o vencedor de Rio de Janeiro e Osasco.
O Minas chegou disposto a acabar com a invencibilidade do Praia Clube em clássicos na temporada. Para isto apostou em Tandara que correspondeu. Quando não dava sinais de que está voltando à velha forma após a gravidez com alguns ataques potentes, fazia boas defesas que rendiam contra-ataques com bola no chão. Mas o Praia Clube também tinha as defesas de Tássia e respondia com a potência da cubana Ramirez e a habilidade de Alix Klineman. Equilíbrio de fundamentos, mas equilíbrio nos erros também: saques, recepção, erros para os dois lados. No fim do primeiro set, o Praia Clube perdeu a eficiência no ataque e o Minas chegou a passar à frente na reta final. Mas faltou calma ao time da capital que permitiu e sobrou a Tássia no Praia Clube que com duas grandes defesas viu as companheiras colocarem a bola no chão e fechar o primeiro set: 26 a 24.
Carlinha? Só no nome. Cada saque da ponteira do Minas destroçava a defesa do Praia Clube no início do segundo set. As uberlandenses foram marcar o primeiro ponto quando o placar anotava 6 a 0 para o Minas. A tranquilidade era aparente, mas bastaram dois bloqueios do Praia Clube, uma comemoração mais efusiva e o time da capital demonstrar desequilíbrio. Mas veio do banco. Justamente de Anderson, campeão olímpico, assistente técnico do Minas, experiente, que tomou dois cartões, um amarelo e um vermelho, e o Praia Clube encostou de vez, apesar de terminar a primeira parcial atrás no placar: 8 a 6. O set se manteve equilibrado até o 22º ponto, quando o time de Uberlândia abriu dois pontos após um lance curioso em que, mesmo depois de encolher os braços, a bola acertou o rosto de Tandara antes de sair. Foi o suficiente para manter o controle e vencer o segundo set em 25 a 22.
Se no segundo set o Minas começou atropelando o Praia Clube, as meninas de Uberlândia devolveram na mesma moeda no terceiro. Com Alix voando, o Praia Clube chegou a abrir cinco pontos de frente e foi para o primeiro tempo técnico na frente: 8 a 4. E assim foi até o fim do jogo. Mesmo com a boa entrada de Rosamaria no jogo, o time do interior de Minas foi soberano no terceiro set, e com tranquilidade, fechou em 25 a 18 e o jogo em 3 sets a 0.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.