Header Ads

>

Praia Clube vence Minas e se mantém na ponta da Superliga




Minas Tênis Clube x Praia Clube, Superliga Feminina (Foto: Orlando Bento / Minas Tênis Clube)


Tudo bem que o Rio de Janeiro tem um jogo a menos na Superliga Feminina e pode retomar a liderança nas próximas rodadas. Porém, o Praia Clube tem mostrado que tem força suficiente para se manter nesta posição ao fim da primeira fase. No clássico mineiro contra o Minas, em Belo Horizonte, nesta segunda-feira, o time de Uberlândia mostrou padrão de jogo, errou pouco e fez 3 sets a 0, em partida realizada na Arena Minas Tênis Clube. Foi a oitava vitória seguida do time do técnico Ricardo Picinin que perdeu duas partidas na Superliga Feminina.

O Minas tentou parar as principais jogadoras do Praia Clube: a cubana Ramirez e a ponteira norte-americana Alix Klineman. O técnico Paulo Coco também colocou Tandara em quadra, que ainda não tinha começado uma partida na temporada como titular. Mas o time de Uberlândia aproveitou os erros da equipe da capital, dominou a partida e se manteve na liderança com 42 pontos, mas um jogo a menos que o Rio de Janeiro. O Minas ficou em terceiro, com 34 pontos. A levantadora Claudinha levou para casa o troféu Viva Vôlei. As duas equipes voltam a jogar no dia 2 de fevereiro. Pela sexta rodada do returno, o Praia Clube recebe o Sesi, na Arena Praia, às 19h30. No mesmo horário, o Minas volta a jogar em casa, desta vez contra o Valinhos.

O confronto entre Minas e Praia Clube não tem o status de clássico por um acaso. Foram pelo menos quatro ralis no primeiro set. Forte na defesa, aproveitando bem os contra-ataques e errando pouco, o time de Uberlândia terminou a primeiro tempo técnico na frente: 8 a 6. A aposta do Minas foi a ponteira Tandara, ex-Praia Clube, que começou uma partida como titular a primeira vez na Superliga, e marcar forte duas das principais armas do time de Ricardo Picinin: a cubana Ramirez e a ponteira norte-americana Alix. Mas os erros pesaram no fim do set e o Praia Clube fechou o primeiro set em 25 a 22.

O Minas começou melhor no segundo set e o Praia Clube errou mais. Resultado disso foi o time da capital mineira chegar ao tempo técnico à frente após bloqueio de Mari Paraíba sobre Ramirez. Mas os erros mudaram de lado. Assim como no primeiro set, o Praia Clube aproveitava e abriu vantagem.  Claudinha e Walewska começaram a aparecer e o Praia Clube abriu vantagem. Quando parecia que fecharia o segundo set com tranquilidade, Paulo Coco mudou o esquema, Rosamaria entrou no jogo, fez a diferença no saque e o Minas encostou no placar: 22 a 20. Mas parou por aí. Com bloqueio de Ramirez, o comandado por Ricardo Picinin fechou o set em 25 a 20.

As comandadas de Ricardo Picinin queriam vencer por 3 sets a 0. A prova disso foi o atropelamento do início do set, em que o Praia Clube chegou a fazer 5 a 1. A dupla Claudinha e Walewska continuou funcionando e o Praia O Minas chegou a encostar no placar, mas a reação foi parada pelos erros e o Praia Clube fechou o set em 25 a 18 e o jogo em 3 sets a 0.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.