Header Ads

>

Zé Roberto vai à Turquia para observar rivais no Pré-Olímpico de Vôlei




 O torneio europeu começou na segunda-feira e conta com potências como a Rússia - Foto: Divulgação l CBV
  •  

Europa, África e Américas definem nos próximos dias os seus classificados para o vôlei do Rio-2016 por meio de pré-olímpicos regionais. No feminino, serão quatro eventos concomitantes, em quatro continentes. Por opção técnica, entretanto, é na Europa que estão o técnico José Roberto Guimarães, do time feminino, e Rubinho, assistente técnico de Bernardinho na seleção masculina.

Os dois estão acompanhando in loco os Pré-Olímpicos Europeus, que vão classificar seus campeões para a Olimpíada. Zé Roberto Guimarães já está em Ancara, na Turquia, onde verá oito times brigando por uma vaga direta no Rio-2016 e outras duas no Pré-Olímpico Mundial, que será disputado de maio a junho, no Japão.

O torneio europeu começou na segunda-feira e conta com Holanda, Alemanha, Croácia, Turquia, Polônia, Rússia, Itália e Bélgica. A tendência é que três desses times estejam na Olimpíada.

"Faltam apenas 213 dias para os Jogos Olímpicos do Rio e temos que ter uma atenção especial a todos os campeonatos que acontecem ao redor do mundo. Esse período na Europa é fundamental para acompanharmos nossos possíveis adversários europeus nos Jogos Olímpicos. Também vamos observar as jogadoras brasileiras que estão por aqui. Está sendo um período muito positivo", afirmou José Roberto Guimarães.

De acordo com a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a viagem é promovida por meio de parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e também vai propiciar a Zé Roberto e Rubinho acompanhar de perto os atletas brasileiros que atuam no exterior.

No masculino, Rubinho é quem viaja porque Bernardinho tem compromisso no comando do Rexona, time feminina que joga a Superliga. Será o auxiliar, que se dedica integralmente à seleção e treinou o Brasil nos Jogos Pan-Americanos, o responsável por acompanhar o Pré-Olímpico Europeu, na Alemanha.

Em Berlim estão, a partir desta terça-feira, as seleções de Bélgica, Alemanha, Sérvia, Polônia, Rússia, Finlândia, Bulgária e França. A briga é tão forte que pelo menos cinco desses times estarão fora do Rio-2016.

"Observamos as possibilidades de cada uma das equipes e, assim, vamos fechando o cerco em cima das que se classificam para os Jogos Olímpicos. Assim, vamos fazendo antecipadamente um estudo desses times e, em paralelo a isso, estudamos os jogadores individualmente. É um trabalho conjugado e, com isso, chegamos aos treinamentos com uma ideia do que teremos pela frente nos Jogos e, antes, na Liga Mundial. Estar aqui significa agregar informações", explicou Rubinho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.