Header Ads

>

Rexona AdeS bate o Sesi e complica time paulista




Monique, do Rio de Janeiro, recebeu o troféu Viva Vôlei de melhor em quadra (Foto: Divulgação/CBV)


Para quem ocupava apenas a sétima colocação da Superliga feminina e corre sérios riscos de ficar fora dos playoffs, nenhum adversário poderia ser pior que o Rio de Janeiro. Líder isolado da competição com apenas uma derrota em 21 jogos, a equipe do técnico Bernardinho se mostrou insensível ao drama do Sesi. Comandado pela oposta Monique, maior pontuadora com 16 pontos e eleita pelo público a melhor jogadora em quadra, a equipe do técnico Bernardinho não precisou se esforçar muito nesta sexta-feira para confirmar o favoritismo e derrotar as donas da casa, no ginásio da Vila Leopoldina, por 3 a 0, parciais de 25/21, 25/17 e 25/17.
- Estamos em uma crescente, buscando o padrão a cada jogo e isso é importante para chegarmos bem na fase final. O bloqueio é um fundamento que estou tentando melhorar a cada treino, a comissão técnica tem me ajudado bastante e estou feliz por estar conseguindo colocar isso em prática no jogo - disse Monique.
As duas equipes só volta à quadra pela 11ª e última rodada da fase de classificação da Superliga no dia 4 de março. Enquanto o Rio de Janeiro, com o primeiro lugar garantido, apenas cumpre tabela diante das arquirrivais do Osasco, às 21h30, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro, o time paulista decide sua sorte na competição contra o Bauru, adversário direto por uma vaga nos playoffs, às 20h30, fora de casa.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.