Header Ads

>

Natália critica acusações rivais: 'Não estamos aqui para criar polêmica'





Juciely, Natália e Monique comemoram vitória do Rio (Foto: Andre Durão)

Juciely, Natália e Monique comemoram vitória do Rio (Foto: Andre Durão)

Até entrar no ginásio do Tijuca, o Rio de Janeiro tentou se fazer de surdo. Diante das acusações rivais, tapou os ouvidos e tentou manter apenas um pensamento em mente: a vaga na final da Superliga. Toda a polêmica anterior à terceira partida da série contra o Osasco foi ignorada pelas cariocas. Em quadra, uma aula de tranquilidade e maturidade. Para Natália, a prova da força da equipe em busca de seu 11º título.

- Acho que uma coisa que sempre falamos e falamos de novo antes do jogo: não estamos aqui para criar polêmica. Não estamos aqui para reclamar, apontar o dedo ou julgar ninguém. Estamos aqui para jogar vôlei. E eu acho que foi isso que fizemos. Acho que ninguém ficou na dúvida do nosso poderio. E levamos isso a sério. Achei muito triste o que aconteceu naquele jogo. Ninguém soube do contexto, é só um vídeo. Ele (juiz) é uma pessoa direita. Vi uma declaração de que o vôlei é uma paixão dele, não é só trabalho. Ele foi julgado sem saberem da história. A gente não quer polêmica. Só quer jogar vôlei.

Em sua 12ª final consecutiva, o Rio de Janeiro encara o Praia Clube no próximo domingo, em Brasília. Antes, porém, a equipe precisou enfrentar toda a tensão de uma série contra o maior rival. Eleita melhor em quadra no jogo decisivo, Monique revelou um pacto das jogadoras para o clássico.

- Mais importante foi a nossa união. Fizemos uma reunião antes do jogo. Sabíamos que não estávamos tão regulares. Mas estávamos jogando em casa, onde queríamos. Era o sonho de todo mundo de jogar mais uma final. Sabíamos que seria um jogo complicado, mas que qualquer pressão faria com que nos uníssemos. Isso fez a diferença. Todo mundo jogou leve, embalado e agora vamos buscar o título.

Natália sabe que o time não terá vida fácil na decisão. Garante, porém, que a equipe chega ainda mais forte para  buscar o 11º título.

- Nosso time chega mais forte. Depois daquele primeiro jogo em Osasco, com nosso time jogando mal, e eles muito bem, talvez no melhor jogo delas na Superliga... E nós tendo que reverter. Foi muita pressão. Isso só faz fortalecer. Sabemos que vai ser muito difícil.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.