Header Ads

>

Rexona AdeS garante vaga na final da Superliga feminina




 
Natália ataca na vitória sobre o Vôlei Nestlé: Rexona-Ades vai à final da Superliga

Teve de tudo na semifinal da Superliga feminina de vôlei. No primeiro jogo, um tabu de dois anos foi para o espaço. No segundo, polêmica e juiz de linha afastado. O terceiro e nervoso confronto definiu o finalista. E deu o time da casa. Na noite desta segunda-feira, o Rexona-Ades venceu o Vôlei Nestlé por 3 sets a 0, com parciais de 25-20, 25-23 e 25-16, garantindo presença em sua 15ª decisão.

Osasco e Rio de Janeiro protagonizam a maior rivalidade da história do vôlei feminino nacional, decidindo 10 das últimas 11 edições da Superliga. E o clima só esquentou nessa edição do mata-mata. No primeiro encontro, vitória do time paulista, encerrando um jejum de dois anos - e sete derrotas - diante das arquirrivais.

Jogo 2, vitória do time carioca. Até aí, nada anormal, afinal, as comandadas de Bernardinho terminaram a fase de classificação na primeira posição. A polêmica surgiu depois da partida, quando o Osasco reclamou que um juiz de linha teria comemorado o ponto que deu a vitória ao Rio. A CBV resolveu tirar o juiz da partida, mas ainda analisa o caso.

E veio o terceiro confronto, embalado pela rivalidade histórica, pela quebra de tabu, pela polêmica com o apito. E, dessa vez, a história foi mais uma vez favorável ao Rexona. Apoiada pela torcida, a equipe carioca não deu chances para as arquirrivais e garantiu a vitória, fechando a série e carimbando a vaga na final. 

Dez vezes campeão da Superliga, o Rexona vai em busca da 11ª conquista diante do vencedor do duelo mineiro entre Dentil/Praia Clube e Camponesa/Minas, que entram em quadra a partir das 21h (horário de Brasília) desta segunda.

1º set, o da virada

Ainda desfalcado do técnico Luizomar de Moura, que se recupera de um problema de saúde e ficou como auxiliar - Jefferson Arosti assumiu o comando à beira da quadra - o Vôlei Nestlé teve um começo de partida empolgante, abrindo 10-6. Mas o time carioca acordou. A virada veio no 11-10. E, daí em diante, só deu a equipe da casa. Gabi, com seis pontos, empurrou o Rexona para a vitória incontestável na primeira parcial, 25-20.

2º set, o do 'quase' replay

O time paulista abriu 4-0, a equipe da casa empatou e virou. "Repeteco" do primeiro set? Quase. O placar foi equilibrado até o fim da parcial, e Osasco chegou a empatar em 23-23. Mas o final foi, sim, igual ao do primeiro: com um erro de Thaísa e um saque venenoso de Monique, as cariocas marcaram 25-23 e abriram 2 a 0 no placar.

3º set, o do Sem chance

A derrota nos dois sets anteriores mexeu com o ânimo das jogadoras do time paulista, que praticamente não se encontrou no terceiro set. Melhor para as cariocas, que sobraram em quadra. Com Natália eficiente e Monique iluminada, o time da casa não deu chance para as rivais. Superior em toda a parcial, o Rexona fechou o set em 25-16, o jogo em 3 a 0 e a semi em 2 a 1. E o melhor: vaga assegurada na final.

4 comentários:

  1. Hei gentem... Alguém aí anotou a PLACA do ROLO COMPRESSOR que passou por cima do NESTLÉ??? AH,desculpem-me,agora me lembrei que ROLO COMPRESSOR NÃO TEM PLACA... Se ainda fosse CAMINHÃO teria placa,mas ROLO COMPRESSOR DEFINITIVAMENTE NÃO TEM!!! Nossa que esculacho!!! BERNARDINHO mais uma vez fez das suas,não tomou qualquer conhecimento do time que estava do outro lado e decretou uma eliminação sumária. Vale ressaltar que o NESTLÉ sequer ficará no podium em 2016,uma vez que terminou na QUARTA COLOCAÇÃO.Logo,o BRONZE irá para o perdedor de PRAIAxMINAS.Que desetino cruel hein?Sem nenhuma medalhinha,longe do podium hein?
    PARA QUE TANTO CHORORÔ???
    NESTLÉ joga mais e chora menos, valeu???

    ResponderExcluir
  2. Nao vimos o mesmo jogo. Pois os dois sets o rio so nao perdeu por que contou c a ajuda do osasco q errou demais... quanto ao rolo comoressor eu anotei nao a placa mas o nome de quem atropelou o rio sozinha c 36 pontos foi a kosheleva no mundial de clybes.lembra? Entao menos pois o Rio nunca ira ganhat um mundial...nunca...haha

    ResponderExcluir
  3. Nao vimos o mesmo jogo. Pois os dois sets o rio so nao perdeu por que contou c a ajuda do osasco q errou demais... quanto ao rolo comoressor eu anotei nao a placa mas o nome de quem atropelou o rio sozinha c 36 pontos foi a kosheleva no mundial de clybes.lembra? Entao menos pois o Rio nunca ira ganhat um mundial...nunca...haha

    ResponderExcluir
  4. Nao vimos o mesmo jogo. Pois os dois sets o rio so nao perdeu por que contou c a ajuda do osasco q errou demais... quanto ao rolo comoressor eu anotei nao a placa mas o nome de quem atropelou o rio sozinha c 36 pontos foi a kosheleva no mundial de clybes.lembra? Entao menos pois o Rio nunca ira ganhat um mundial...nunca...haha

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.