Header Ads

>

Lorena lamenta situação do São José Vôlei





 
Lorena São José Vôlei (Foto: Felipe Kyoshy/GloboEsporte.com)
Lorena, oposto do São José Vôlei, acompanha pela imprensa as notícias sobre o futuro da equipe. O sentimento foi de tristeza ao conferir que a prefeitura de São José não vai mais repassar recursos do Fadenp (Fundo de Apoio ao Desporto Não-Profissional) para o time. Para sobreviver, o São José Vôlei terá que buscar recursos financeiros junto à iniciativa privada, através da "Escola da Corpo".
– Fico triste com toda essa situação. Quem perde muito é a cidade. Estávamos criando um vínculo com a cidade, até mesmo com o país. Mas paciência. A gente tem que correr atrás, ainda estou na torcida – disse, em entrevista por telefone.
O time ainda não sabe se vai ou não disputar as competições estaduais (Copa São Paulo e Campeonato Paulista), que estão previstas para terem início no segundo semestre. Em 2015/16, os joseenses apostaram em jogadores experientes no elenco como Dante, Lorena e Mário Júnior. Além da Superliga, a equipe disputou a Copa São Paulo e o Campeonato Paulista. 
Durante a temporada, a diretoria do São José Vôlei procurou o Santos para firmar uma parceria para a disputa da Superliga.  Porém o negócio esfriou, e não houve andamento nas conversas.
Em fevereiro deste ano, o Ministério Público deu início às investigações envolvendo a relação entre a prefeitura e a Escola do Corpo, entidade que está filiada na Confederação Brasileira de Vôlei e que representa o time joseense. Uma das alegações do MP é que Fernando Basílio, supervisor do time, seria funcionário da prefeitura, o que é considerado como irregular. O dirigente, no entanto, confirmou que é funcionário público.
Lorena diz que o São José não pode ficar refém apenas da prefeitura e que precisa de apoio da iniciativa privada.
– A prefeitura banca quase tudo. Pela atual situação, não podemos ficar restritos assim. Precisamos e temos condições de conquistar apoios da origem privada. Quero que o time continue. O esporte é uma ferramenta incrível para o conjunto social, de integração – acrescentou.
Em abril deste ano, o atleta recusou uma proposta do vôlei francês, e diz que vai esperar a decisão final.
– Estou tranquilo, curtindo as férias. Quero ver como vai ficar essa situação.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.