Header Ads

>

Reserva do vôlei de praia na Rio-2016 é absolvida em julgamento por doping




Lucy Nicholson/Reuters

A jogadora de vôlei de praia Maria Elisa foi absolvida por uso de doping em julgamento realizado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Vôlei e está liberada para voltar às competições. Reserva do Brasil na Rio-2016, ela havia sido flagrada com a substância Hidroclorotiazida em exame fora de competição feito pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD).

A decisão pela absolvição da atleta ocorreu de forma unânime. Entretanto, como a decisão ocorreu em primeira instância, ela é passível de recurso, que poderá ser feito pela ABCD.

A atleta foi pega no antidoping em 10 de março e a abertura da contraprova ocorreu em 11 de abril, data na qual passou a valer a suspensão provisória de 30 dias, seguindo regras da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e da Federação Internacional de Vôlei (FIVB).
 
Maria Elisa se garantiu como reserva olímpica atuando ao lado de Juliana no ano de 2015. As duas, entretanto, desfizeram a parceria após o término daquela temporada, mas seguiram como suplentes.
Maria Elisa passou a jogar com Lili, enquanto Juliana está atuando ao lado de Taiana.

Em 2012, Maria Elisa participou dos Jogos Olímpicos de Londres ao lado de Talita. Elas foram eliminadas nas oitavas de final. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.