Header Ads

>

FIVB divulga pré-lista da seleção feminina para Olimpiada




 

Divulgação/FIVB

A presença do nome da líbero Fabi na pré-lista da seleção brasileira, divulgada pela Federação Internacional de Vôlei, que disputará os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, chegou a empolgar alguns torcedores. Mas isso não indica que a atleta deverá fazer parte do grupo na Olimpíada.
 
Isso só acontecerá caso Camila Brait e Leia, as duas líberos que estão atuando com a seleção brasileira feminina no Grand Prix, se machuquem e sejam cortadas. Se nada fora do normal acontecer, Fabi não deverá estar na Olimpíada.
 
Para alguns fãs nas redes sociais, a comentarista da Globo e bicampeã olímpica chegou a dizer que viu seu nome na lista. "Eu vi. Isso é só se acontecer um problema com uma das duas. E isso não vai acontecer. Obrigada pelo carinho de vocês", escreveu a jogadora.
 
Outros nomes vivem situações semelhantes a de Fabi. Esse é o caso da oposta Ana Paula Borgo, de 23 anos e recém-contratada pelo Vôlei Nestlé. A atleta chegou, inclusive, a revelar ter ficado surpresa com seu nome na lista da entidade.
 
Carol, que foi cortada da seleção recentemente devido a sua condição física, também está entre as 20 pré-inscritas. Naiane, levantadora que foi convocada preliminarmente e disputou o Torneio de Montreux com atletas mais novas também foi inscrita. A jovem jogadora só deverá ir se duas jogadoras entre Fabiola, Roberta e Dani Lins não puderem atuar.
 
O restante da lista é formada pelas atletas que estão na disputa do Grand Prix: Fabiana, Juciely, Adenizia, Thaisa, Jaqueline, Gabi, Tandara, Natalia, Sheilla, Mari Paraíba, Fê Garay e Camila Brait.
 
A Confederação Brasileira de Vôlei confirmou que os nomes estão apenas em uma pré-lista e que isso não significa uma convocação, como os casos de Fabi e Ana Paula Borgo. As 12 atletas que irão aos Jogos sairão desta relação serão anunciadas em uma data próxima aos Jogos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.