Header Ads

>

Grand Prix será decisivo para lista olímpica




Seleção brasileira feminina de vôlei treinou nesta segunda-feira na Arena Carioca 1 (Foto: Tiago Leme)

A dois meses do início da Olimpíada de 2016, a seleção brasileira feminina de vôlei tem pela frente nos próximos dias o Grand Prix, compromisso decisivo para a elaboração da lista de convocadas para os Jogos do Rio. Nesta segunda-feira à tarde, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães treinou pela primeira vez na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, local das partidas contra Itália, Japão e Sérvia, nesta quinta, sexta-feira e domingo, respectivamente, pela primeira fase do torneio.

No momento, a seleção conta com 16 atletas no elenco, mas apenas 14 poderão ser inscritas em cada semana do Grand Prix. Para os Jogos Olímpicos, o corte terá que ser ainda maior, já que existem somente 12 vagas na competição. Com isso, Zé Roberto sabe que terá um dor de cabeça grande para fazer as escolhas e usará as próximas partidas para tomar uma decisão.

- A gente está a 60 dias do início dos Jogos Olímpicos, esse jogos do Grand Prix vão servir de preparação. Nós vamos continuar trabalhando duro a parte física e a parte técnica, a gente não vai diminuir os treinamentos por causa dos jogos, independente dos resultados. Infelizmente, daqui a pouco nós vamos ter que definir a seleção, e o Grand Prix está aí para ajudar nisso, mas eu não gosto nem de falar, é complicado. É uma situação ruim para a gente da comissão técnica, mas os cortes precisam ser feitos - afirmou o treinador.

Entre os critérios de Zé Roberto para definir a lista olímpica, a versatilidade e a experiência são alguns dos pontos fundamentais. No entanto, tem outro fator que o treinador está de olho diariamente: a dedicação e o empenho das jogadoras em cada treino. Dentro de quadra, o ritmo tem que ser forte. Fora dela, é necessário guardar as energias.

- Temos que pensar em como vamos compor a equipe, então temos que pensar na versatilidade. Caso machuque alguma jogadora por exemplo, quem poderá substituir, justamente para não deixar uma posição descoberta. Além disso, a experiência é importante, o comportamento também, é preciso estar focado na competição e nos treinamentos. Tem que se alimentar bem, dormir e descansar depois de um treinamento pesado. Eu falo para elas que tem que pensar na economia de energia na hora do descanso e ir para o treinamento com força total. A gente só vai ganhar se, mesmo cansada, a gente fizer muita força, se dedicar muito, depois descansa - explicou o técnico brasileiro.

Com a possibilidade de disputar os Jogos Olímpicos pela primeira vez na carreira, a jovem ponteira Gabi sabe que o desempenho nos jogos dos próximos dias no Rio de Janeiro será analisado pela comissão técnica.

- A expectativa é grande para o grupo inteiro, é uma primeira etapa difícil. Vamos ter a oportunidade de jogar diante da torcida, já visando a Olimpíada. É uma expectativa maior ainda porque o grupo ainda não foi definido, então existe uma briga de vaga no time, isso dá um gás ainda maior. Estou pensando em um dia de cada vez, me preparando bem fisicamente e mantendo a cabeça focada para estar 100%. Vamos deixar a escolha para o Zé, sem ficar pensando muito se vou ser cortada ou não. Tenho um grande sonho de jogar minha primeira Olimpíada com 22 anos, espero conquistar o meu espaço - afirmou Gabi.

No grupo atual que treinou nesta segunda, José Roberto Guimarães conta com cinco centrais (Thaísa, Fabiana, Juciely, Carol e Adenízia), cinco pontas (Jaqueline, Fernanda Garay, Gabi, Natália e Mari Paraíba), duas opostas (Tandara e Sheilla), duas levantadoras (Dani Lins e Roberta) e duas líberos (Camila Brait e Léia). Além dessas 16 atletas, nas próximas semanas a equipe deve contar com os retornos de Fabíola, que estava grávida e teve bebê em maio, e Naiane, que estava com a seleção B no Torneio de Montreaux.

Maior vencedor do Grand Prix com dez títulos, o Brasil enfrentará três seleções na primeira rodada do grupo B. O primeiro adversário será a Itália, na quinta-feira às 14h10 (de Brasília). Na sexta-feira, a seleção encara o Japão, também às 14h10. O último confronto da primeira semana acontece no domingo, contra a Sérvia, às 10h05. Na segunda semana de disputa, a equipe encara Sérvia, Bélgica e China, em Macau, na China. Depois, encerra a fase de classificação contra Itália, Bélgica e Turquia, na cidade turca de Ankara. A fase final será em Bangcoc, na Tailândia, entre 6 e 10 de julho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.