Header Ads

>

Seleção masculina de vôlei quer usar Liga Mundial para recuperar 'respeito'




Lucão durante o treino para a Liga Mundial, na Arena Carioca 1

Assim como no futebol, a seleção masculina brasileira de vôlei já não é a mesma. Foi à final dos últimos quatro Mundiais e três Olimpíadas, é verdade, mas desde 2010 não ganha um título importante. No ano passado, não foi chegou à semifinal da Liga Mundial, mesmo jogando em casa, e ficou com a prata no Pan.

Faltando apenas sete semanas para o início dos Jogos do Rio, o vôlei masculino do Brasil quer chegar à Olimpíada com o velho status de rival a ser batido. Essa tarefa tem início nesta quinta-feira, quando a seleção inicia sua trajetória na Liga Mundial enfrentando o Irã na Arena Carioca 1.

"Muito se fala que, neste ano, a Liga Mundial é ainda mais importante por servir como um forte teste para os Jogos Olímpicos, mas vejo como algo até maior do que isso. Acho que é fundamental para conseguirmos ainda mais respeito das outras equipes. É um campeonato muito importante, onde estamos tentando o décimo título há alguns anos e queremos essa conquista e não apenas testar o nosso time", opina o central Lucão.

É claro que há, também, a necessidade de utilizar a competição para que o time ganhe ritmo de jogo. "É mais uma oportunidade da nossa equipe ganhar entrosamento e se preparar ainda melhor para esse grande objetivo que é conseguir um bom resultado nos Jogos Olímpicos. Mas, além disso, vamos poder ver o nível em que estamos perante os adversários e, claro, é um campeonato importante que também queremos vencer", completa Bruninho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.